Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Livro - As Chaves de Ouro

Transcender os limites da compreensão meramente material é uma das metas principais do Plano Evolutivo que começa a ser revelado aos que despertaram para a realidade do desenvolvimento superior. O trabalho de cura, os contatos com os “arquivos cósmicos” e as manifestações energéticas dentro de um novo e simples ritual são temas que este livro aborda, além dos avisos a respeito do ingresso do homem em um ciclo de aproximação com Mundos Imateriais. Este livro traz também importantes revelações sobre o mundo dos essênios e sobre a consciência manifestada por esse misterioso povo. Mostra ainda a necessidade de transcendermos a percepção meramente sensorial e apresenta novas informações sobre os contatos possíveis com as civilizações intraterrenas, alimento espiritual para conduzir-nos com firmeza nesta época caótica em que vivemos. Como oportunidade para entrarmos em um equilíbrio cada vez maior sob a luz da interna aspiração, As Chaves de Ouro levam-nos a transcender a consciência comum e a tocar os altos cumes da revelação e do contato interior.

Trechos extraídos deste livro:
páginas - 24 e 26

(...) Uma *Mônada, quando utiliza um corpo físico, imprime nele, na proporção que lhe é possível, uma vibração que corresponde á sua nota cósmica, ao tom e á cor do seu fogo interno. Quanto mais evoluída é a Mônada, maior contato tem com esse veículo externo, levando-o á sutilização, conduzindo-o á liberação final. Exceções sempre há, mas, de modo geral para suportar a intensa vibração que advém do contato direto com o fogo monádico, são necessários átomos materiais mais sutis, e modo que possam receber tal estimulação sem que se desintegrem. (...)

 (...) De modo geral, as Mônadas que estão agora encarnadas na Terra (referimos-nos àquelas resgatáveis) são as menos evoluídas do grupo de sete ao qual pertencem. A Terra está saindo de um ciclo de obscurecimento e densidade, e as Mônadas que viviam aqui aprisionadas eram, dos seus Regentes**, os prolongamentos que menos sutilização haviam alcançado. Isso é válido para os Regentes que despertaram; portanto, para dez por cento da humanidade de superfície.

*Mônada: A Mônada é o corpo de expressão do ser no sexto plano da consciência – portanto, o corpo mais sutil e limiar para a vida imaterial. Compreendida como herança cósmica, revela algo da infinita trajetória da consciência ao longo dos eons de manifestação. A Mônada corresponde a uma das sete ramificações do Regente, também denominado Ser Supremo ou Oitava Mônada que, quando funde em si suas sete ramificações (as sete Mônadas), passa a ser reconhecido como AVATAR.

As Mônadas percorrem longa trajetória pelos Reinos mineral, vegetal, animal, humano e divino. Como estagio evolutivo apresentado ao homem resgatável da superfície da Terra, a Mônada é o núcleo interior que deve reger toda a expressão do individuo nos demais planos de consciência. Ao se atingir esse grau evolutivo, realiza-se um estado no qual se pode dizer: “Não sou eu quem faço, mas o PAI quem faz em mim”.

*Regente: Núcleo que rege a evolução da Mônada, impulsionando-a a despertar em seu próprio plano, ajudando-a a reconhecer a energia das Hierarquias e dos Conselhos do Cosmos.
.
- *Avatar: Estagio evolutivo correspondente á realização da consciência nos planos acima do Mental Cósmico. O Ser, o Regente, revela-se como Avatar quando reúne em si os seus sete prolongamentos (as Sete Mônadas) após cada um deles ter esgotado suas experiências e concluído sua trajetória evolutiva como Mônadas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites