Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sábado, 26 de novembro de 2011

Perguntas a Trigueirinho III

Como saber mais sobre as coisas chamadas ocultas, aquelas que não são consideradas pela ciência oficial?

Trigueirinho: Embora o relacionamento com os níveis de consciência além do físico e do mental-emocional esteja aberto à humanidade, existe ainda um véu a ser por ela transporto antes que isso possa estabelecer-se. São as ilusões e as resistências ao novo e desconhecido que protelam esse relacionamento.

Sendo infinitas as possibilidades de evolução, sempre haverá algo desconhecido para nós, até que sejamos absorvidos na Fonte Primeva, a algum nível secreto de vibração superior aguarda ser alcançado.

Todavia, a realidade nos vai sendo revelada á medida que podemos recebê-la.
Toda revelação nos traz nova oportunidade de aproximação à vida interior, e é vivendo nas áreas profundas da consciência que gradualmente penetramos tantos mistérios e encontramos parte do que então se mantinha oculto.


Que são “Centros planetários”?

Trigueirinho: Chamamos de centro planetário um núcleo condutor de energias cósmicas para a vida terrestre. Pode expressar-se por intermédio de núcleos intraterrenos, de núcleos intra-oceânicos, de centros espirituais que surgem na superfície da Terra ou mesmo de grupos ou indivíduos dedicados as estudo e ao serviço evolutivo.

As informações que fui encarregado de publicar revelam que a Hierarquia espiritual e os representantes do Logos da Terra polarizam suas energias hoje nos centros planetários.

Esses centros projetam-se até os níveis etéricos do plano físico, mas encontram-se em níveis espirituais, divinos e em outros mais elevados, níveis que aos poucos podemos alcançar por meio de certa ascese.

 A situação geral do mundo e as reações que o planeta vem apresentando parecem-nos sinais de ter chegado a hora de nos voltarmos para realidades suprafísicas como essas. Assim teremos bases reais para ajudar a superar com harmonia as crises externas e materiais da Terra. Este, aliás, é um dos enfoques do trabalho que temos desenvolvido em grupo.


Como é esse trabalho?

Trigueirinho: O trabalho tem como foco a ampliação da consciência e se desdobra em múltiplas atividades, todas elas norteadas por essa meta. Procuramos publicar e difundir livros, boletins, informes e opúsculos que favoreçam isso. Gravações de palestras circulam, sem fins lucrativos, em vários países.

Grupos de estudos se disseminaram pelas cidades. Em Figueira são mantidos encontros informais comigo e com outros membros do grupo durante a semana para respondermos perguntas e partilharmos nossas impressões a respeito dos mais diferentes aspectos do caminho espiritual e do papel que nos cabe na presente condição planetária. Semestralmente há uma reunião geral de colaboradores, oportunidade em buscamos perceber a tônica do serviço a prestar nos meses seguintes. Assim, o trabalho se mantém ágil e atualizado com as necessidades.

Ênfase maior, contudo, é colocada na busca da vida interior. Para facilitar o treinamento do silêncio mental, em Figueira e nas suas extensões em Belo Horizonte, São Paulo e São Carlos realizam-se retiros. Há grupos para oração silenciosa, para sintonia com o Alto, para prática de mantras.

Procuramos expressar ordem para permitir um fluxo de energias desimpedido no cumprimento das tarefas grupais. Essa ordem nada tem a ver com formação de seitas, organizações, agremiações nem religiões. As tarefas são realizadas enquanto se mostram vivas; são substituídas tão logo se faça notar necessidade mais preemente.

Não temos compromissos com doutrinas nem filosofias. Procuramos sintetizar o ensinamento espiritual do passado naquilo que ele tem de mais essencial e permanecer receptivos ao que vem se aproximando hoje da Terra e da humanidade, conscientes de que nesta época muitos focos de luz devem acender-se. Esses focos se difundem pelo mundo sob diferentes formas, inspirados por um Poder Maior, e queremos fazer a nossa parte.

Texto extraído:

Sinais de Figueira - pg. 5
Nº 8 - maio a agosto de 2005.


Que é um grupo de serviço?

Trigueirinho: É um grupo formado por indivíduos cujas almas chegaram ao ponto de controlar em certo grau os corpos da personalidade, para que estes possam responder de modo coerente ao chamado do trabalho evolutivo. Não é possível separar o trabalho externo de um grupo desses do seu trabalho subjetivo, interno. A atuação invisível que chamamos grupo interno também é essencial, embora essa atividade não seja consciente para todos.

Um grupo de serviço pode ser composto de seres que habitem diferentes regiões do globo, distantes entre si. Esses seres não precisam ser homogêneos como cultura, porém, devem ter a mesma intenção de servir e de não pactuar com o caos hoje visível na sociedade.

Uma tarefa desta época é a implantação de grupos de serviço em diferentes pontos do planeta, tendo em vista a situação crítica atual em que muitos têm prementes necessidades tanto materiais como espirituais. Cada integrante desses grupos tem como tarefa individual e primordial ampliar a própria consciência, o que refletirá na qualidade do seu trabalho e na sua vivência.

Um grupo de serviço corretamente sintonizado com a Hierarquia espiritual do planeta, mesmo não numeroso, pode operar transformações significativas em âmbito planetário, e até mais além, se tiver vida interior ou se a estiver realmente buscando.

O comportamento dos seus membros diante das situações inusitadas que estão por vir variará de acordo com o grau de flexibilidade e preparo de cada um.


Que é fraternidade?

Trigueirinho: É uma união cujas raízes se encontram no nível da alma. Decorre da aproximação do homem à essência de vida e não depende de situações externas, psicológicas, sociais e culturais. Revela amor profundo e impessoal no contato com seus semelhantes e o faz quando o indivíduo não busca essa união fora de si, mas no seu mundo interior.


A fraternidade não é forjada por decisões mentais nem apenas por desejos altruístas. Emerge espontaneamente à medida que a personalidade se alinha com a alma e esta começa a exprimir-se por intermédio da pessoa. A adesão ao serviço evolutivo se fortalece, e então torna-se possível transcender metas pessoais.

Segundo Morya, a fraternidade é expressão do ser humano, e na vivência dela pode-se alcançar certa conscientização da presença da Hierarquia espiritual do planeta.


Que é fortaleza interior?

Trigueirinho: Essa fortaleza firma-se nas energias do espírito. Obtê-la significa alcançar maior controle sobre as influências do mundo externo. Quem a tem não se deixa envolver pelas forças que circulam na aura coletiva. Permanece em alinhamento com a alma, consciente da meta que elegeu e pronto a seguir os impulsos do nível profundo do próprio ser.

Essa busca de coligação com realidades internas traz-lhe renovação energética e possibilita-lhe colaborar na transmutação dos elementos mais grosseiros e impuros da aura coletiva.

Quanto mais o caos se alastra pela superfície do planeta, com mais rapidez essa fortaleza interior tende a emergir nos que estão dispostos a colaborar no Plano Evolutivo e a assumir as transformações requeridas.


Texto extraído:

Sinais de Figueira - pg. 3
Nº 13 - 1º Semestre de 2007


Leitor: Onde buscar ajuda hoje, quando os setores da sociedade se encontram deteriorados e carentes de ética profunda? Que fazer nesta atual condição em que o planeta inteiro se acha?

Trigueirinho: À medida que as cidades se forem tornando inabitáveis, surgirão novas oportunidades de cura, principalmente de curas internas, espirituais, que ocorrerão no silêncio do ser ou durante os sonhos. Hierarquias espirituais estão presentes e respondem ao sinal da aspiração e da entrega de cada indivíduo ao próprio Eu Interior.

A contaminação e a desordem psíquica no mundo agravam-se dia a dia, e para conviver com essa situação sem se prejudicar é necessário preservar a harmonia, cultivando a fé e o pensamento elevado.

A adesão de cada indivíduo ao trabalho evolutivo será tanto mais sincera e estável quanto mais ele tomar consciência do papel que tem a desempenhar. Todos os que despertaram espiritualmente compartilham do mesmo impulso de crescimento. Todos bebem do mesmo manancial de energia, embora lhe dêem diferentes nomes. Os que têm olhos para ver verão. Os que têm ouvidos para ouvir ouvirão.

Aguarde com paciência a revelação do seu modo peculiar de entrar em contato com as Hierarquias. Mantendo-se atento, você reconhecerá as instruções e os sinais que vêm delas. Una-se interiormente, no silêncio, às energias superiores do seu próprio ser e dessa sublime Irmandade.

Elas estão prontas a responder aos seus chamados. Uma concentração estável e desinteressada no mundo interior ensina-nos a viver fora das limitações do tempo e do espaço material.

Não acolha a pressa; agitação e calma estão, ambas, dentro de você: cabe-lhe a escolha. Uma entrega incondicional à Lei Maior - que é o Amor - poderá levá-lo a perceber o tempo interno em que os fatos se dão. Assim você terá uma percepção mais serena da Realidade.

Texto extraído:

Boletim de Sinais - pg. 3
Nº 09 - Janeiro a Abril de 2001


Quais são as instruções para o atual momento de caos?

Trigueirinho: Esta época, que nos pede mais aprofundamento da consciência, nos dará os elementos necessários para praticarmos a interiorização. Cada um de nós precisará ter a fé confirmada e reforçada, pois é do mundo interior, por meio da fé inabalável, que nos virão todos os recursos materiais, psicológicos e espirituais para atravessarmos de modo mais harmonioso possível os momentos de caos que se fazem visíveis por todo o planeta.

Na busca do contato com o próprio centro interno da consciência, alguns perceberão claramente a presença das Hierarquias Espirituais; outros captarão de modo direto as instruções para si e para a ação pratica que devem desempenhar como auxílio à humanidade.


Se não existirem apegos a fórmulas de trabalho espiritual e expectativas, a energia não se congestionará no indivíduo. Desse modo, estando ele entregue às energias superiores dentro e fora do seu ser, o Plano Evolutivo, perfeito como é, se realiza dentro e fora dele sem dificuldades.

Que acontecerá conosco?


Trigueirinho: Sabendo em princípio que existe uma linha de ação e de vida para cada um de nós, estabelecida há tempos pelo nosso espírito em harmonia com as Hierarquias a ele coligadas, nenhuma preocupação devemos ter quanto ao destino. Precisamos entregar-nos ao silêncio interno, saber ouvir a voz interior, calar o sentido crítico desnecessário e o julgamento impiedoso que em geral fazemos dos fatos correntes e dos demais seres. A pratica de julgar e falar inutilmente enevoa os espaços sutis da mente, deixando-a sem capacidade para receber e elaborar mensagens e impulsos internos de amor ou instruções para uma ação construtiva nestes momentos de caos.

Há indivíduos que buscam esse contato interior em silêncio, sem que ninguém o perceba; outros têm necessitar de manifestar suas atitudes mesmo que discretamente.

Não importa qual seja o temperamento da pessoa, o mais importante é estar entregue ao próprio Eu Interior e considerar-se unida aos companheiros de caminho.


Todos caminhos são igualmente bons?

Trigueirinho: É inadequado, no trabalho de aprofundamento da consciência e de união, fazerem-se comparações entre os indivíduos e seus trabalhos espirituais. Cada um é produto do caminho que percorreu até agora através de milhões de anos de experiências variadas.Portanto, as comparações são inúteis, supérfluas, já que todos são fruto da mesma Lei Criadora, têm uma única meta (embora nem sempre a conheçam) e mais cedo ou mais tarde irão alcançá-la.


Há dificuldades intransponíveis?

Trigueirinho: Nenhuma força externa desintegradora e nenhuma situação, por mais violenta que seja, podem impedir que o indivíduo busque o próprio contato interno – a menos que ele o permita, que se distraia com as forças circulantes. Mesmo que passe por ataques de forças hostis à evolução, mesmo que circunstâncias cármicas que o cercam sejam desfavoráveis, nada disso precisa pesar no seu trabalho de aprofundamento, pois este é essencialmente secreto e invisível.

Se o indivíduo já tem clareza da própria meta espiritual e se tem consciência da decisão que tomou em sua vida, nada de negativo pode prevalecer em seu caminho interior. Cuidar da própria purificação, coisa muito necessária significa ficar disponível para a ação de Leis Superiores que regem os níveis transcendentes de consciência. Harmonizados com essas leis poderosas, aceitamos com naturalidade tudo o que nos chega como prova e encaramos as crises como oportunidade de mudar pontos de vista e de transformar nosso modo de agir.

Por Trigueirinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites