Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sábado, 26 de novembro de 2011

Harmonia


Sempre que trabalhamos em grupo, é melhor confirmar entre nós os pontos concordantes e não os divergentes. Esse é um significativo princípio para estar em harmonia. E a ele devemos acrescentar a disposição de ir além do que somos, a intenção de colaborar com energias superiores. Assim promovemos de maneira efetiva a evolução do serviço que prestamos.

É nossa responsabilidade a construção da harmonia no âmbito humano, porém, tendo em vista o universo. Para chegarmos a compreender isso, foram-nos dados através dos tempos ensinamentos, inspirações e o exemplo de grandes benfeitores da humanidade. Sempre fomos informados de que a vida é una e de que somos parte do Infinito. Temos necessariamente de estar em harmonia com tudo que nos cerca. Mas como viver essa realidade com todo o ser?

Se quisermos transcender nossa atual etapa, precisamos fazer um voto, uma promessa a nós mesmos: em todas as circunstâncias cooperar com o mais elevado. O que, então, reconhecermos como superior receberá nossa adesão. E assim vamos nos adaptando a outra ordem de vida, vamos captando uma nova e mais ampla razão para a existência. Vamos subindo até ver quão pequenos eram os motivos que antes tínhamos para viver. Mas é bom que se diga: temos de deixar de lado todas as resistências ao progresso para cooperar com o que está acima.

Reconhecermo-nos parte do Infinito é um desafio. Temos de lembrar que cada pensamento nosso, cada sentimento, cada movimento e cada respiração influem na vastidão que é o Infinito. Essa influência existe, mesmo que dela não tenhamos a mínima noção. Mas o cuidado com o que emitimos é fundamental para uma integração positiva e consciente.

Diz-nos Morya que, se um ser humano consegue um pensamento de qualidade, naquele mesmo instante presta ajuda a alguém que pode estar do outro lado do mundo. Há uma constante comunicação entre todos. Nossas realizações são de suma importância para o universo. Até mesmo a intenção de criar harmonia se transmite e a humanidade inteira pode responder, cada indivíduo a partir do ponto evolutivo em que está.

É possível melhorar o destino do planeta, aliviar o sofrimento dos reinos da natureza e estimular o desenvolvimento, bastando que predomine em nós a devoção aos princípios da harmonia.

Oração Interna

Embora um ser possa dedicar-se ao pioneirismo de realizações externas, válidas para sua época, ele terá que descobrir a oração interna para conhecer a correta direção a seguir. É a sabedoria interior que conduz o barco, tanto nas borrascas quanto em águas calmas. Porém, o caminho do meio é ainda uma Lei nesta Terra e deve-se ter presente, portanto, que mais vale prosseguir entre percalços do que se deixar perder em cômodas paragens.

É inegável a necessidade de a consciência abrir-se para o Espírito. Nesse estado de abertura todos os sentidos se recolhem na entrega ao universo interior, ao Desconhecido. É possível cultivar esse estado, mesmo durante a realização de alguma atividade material, doando-se por inteiro ao que é colocado como necessidade, e oferecendo os frutos do seu empenho ao próprio ser interior. Essa é uma forma de oração ativa, de reconhecimento da presença da vida suprema em todas as coisas.

A oração interior constrói-se em pura energia e consciência, no silêncio e no recolhimento; ela é a secreta e oculta aproximação à Fonte de vida.

O impulso religioso corta os céus e vem habitar o interior dos pu¬ros. Ele é o caminho que ainda poderá levar os homens ao encontro de sua verdadeira morada, que é cósmica, interna e imaterial. Quando autêntico, esse impulso é a via mais direta e segura para o contato com os níveis superiores. Estando presente, inibe a atuação das forças dissuasivas, pois vem do interior do homem e, desde que seja alimentado e não reprimido, é capaz de conduzi-lo.

É imprescindível que o indivíduo descubra e pratique a oração interna. Conhecendo-a, perceberá que ela é a ponte entre o mais alto e o mais baixo. A oração interna é como o fio de prumo que possibilita às paredes de um templo serem erguidas no correto alinhamento.

Ao desabrochar no calor de um coração necessitado de Luz, verte-se sobre ele como um manancial. Assim, a oração interna leva o indivíduo a descobrir o que realmente sustém a vida e dá-lhe a exata compreensão do significado das palavras “nem só de pão vive o homem”.

Tudo isso ocorre no silêncio do ser.

Por Trigueirinho

http://www.irdin.org.br/trigueirinho/por/inicio.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites