Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sábado, 12 de novembro de 2011

Consciência-Vida



EM NOSSA CAMINHADA ESPIRITUAL,vamos transcendendo o conceito que em geral se tem acerca de consciência. Para o senso comum vigente, consciência é a mente ou, quando muito, o que vem do plano intuitivo. As pessoas polarizadas entre o plano mental e o intuitivo, planos de onde vêm idéias, pensamentos e impulsos, acreditam que sua forma de percepção é a consciência propriamente dita. Mas nesses planos há só uma parte da consciência, a parte que se expressa ali. O que existe na mente e no plano intuitivo não é a consciência pura, nem a consciência completa do ser humano.


Para transcenderem seu conceito atual de consciência, essas pessoas precisariam parar um pouco e observar seus pensamentos. Ao fazerem isso, não deveriam confundi-los com a consciência. Da mesma forma, também deveriam observar as idéias que lhes surjam sem tê-las pensado sem confundi-las com a consciência. A partir daí, poderão encontrar o que está além.

Há em nós algo maior, superior ao nível dos pensamentos e das intuições, algo em que a mente normal não penetra. Se ficarmos calmamente assistindo ao que se passa na mente, cientes de que tudo aquilo é apenas uma parte da consciência, poderemos ter maior clareza. Passaremos a perceber realidades mais profundas sem planejar, e começaremos a nos identificar com esse nível superior que nos toca. Então, na presença de algum objeto, pessoa ou situação, em vez de automaticamente nos envolvermos com nossas idéias e preconceitos a seu respeito, veremos essas realidades.

Pode-se, por exemplo, estar diante de um acontecimento e saber para o que ele vai servir, sem haver pensado; ou pode-se estar diante de uma pessoa e perceber a realidade interna do seu ser. Quando isso começa a suceder, nossa vida muda por completo. Passamos a compreender melhor os fatos, a conhecer o outro mais verdadeiramente, sem chegar a pensar, sem nos basear no que ele diz, no que vemos nele, no que achamos dele.

Nessa descoberta, notamos que a consciência existe também nas coisas materiais que nos cercam, nos ambientes. Vemos que tudo é consciência, que a consciência é una. Quando atingimos esse ponto, passamos a entrar nos lugares com outra atitude, porque distinguimos o que se poderia chamar de “consciência ambiental”.

Tamanha ampliação traz significativo aprofundamento à nossa vida. Nossos sonhos mudam de qualidade e, ao despertar, notamos que algo se transformou em nós. A consciência vai trabalhando o nosso ser por dentro. E em dado momento ela emerge, seja qual for o estado do nosso ser exterior — queira ele ou não, possa ou não segui-la. Ela romperá qualquer obstáculo e a veremos agir, veremos que nada precisamos fazer para estar completamente imbuídos nela. É uma energia maior, e mais cedo ou mais tarde nosso ser inteiro a seguirá.

A consciência começa a trabalhar o ser pelas suas partes menos resistentes. Pouco a pouco, contudo, outras partes vão integrando-se nesse processo, que a tudo engloba: a matéria do corpo material, do corpo emocional e do corpo mental, o ambiente, o mundo. A consciência, que é una, faz isso para penetrar tudo e despertar a luz que há dentro de tudo, faz isso para sutilizar, elevar, expandir. Ela tudo transforma. É viva. Sua expansão diviniza a vida. E a vida, ao ser divinizada, transforma-se ainda mais e se torna, então, consciência pura.

Boletim de Sinais - Trigueirinho




Site Comunidade de Figueira: http://www.comunidadefigueira.org.br/


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites