Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O Corpo de Luz no Caminho Espiritual



O livro “Sagrados Mistérios”, de Trigueirinho, que faz parte da Coleção Pedaços de Céu (Editora Pensamento), vem suscitando perguntas nos encontros de estudo. Transcrevemos algumas delas, com as respostas, para informação dos leitores. Que nos reserva o caminho espiritual, além do maior controle que passamos a ter sobre a personalidade e suas reações?

O caminho espiritual não se limita ao aperfeiçoamento da personalidade; é um mergulho cada vez mais profundo no relacionamento com o mundo interior, com o mundo das energias. No decorrer desse caminho, aprendemos como se criam e se desfazem as formas, tornamo-nos conscientes do que é transitório e do que é eterno. Vamos entrevendo a existência de um Plano evolutivo, começamos a imbuir-nos do amor por ele e a ter gratidão pelo que realiza no planeta e nos seus habitantes. Crescem nossa compaixão e alegria ao percebermos a existência de grupos de almas reunidas para cumprir esse Plano, grupos internos. Aproximando-nos desses grupos, descobrimos como chegar às fontes que os alimentam e irradiamos a todo o universo a luz que deles emana.

Que sinais vamos tendo de que estamos nesse caminho?

Quando realmente trilhamos essa senda, avançamos com fé e despreocupados da nossa evolução. O alento nos chega do espírito e não nos abalamos demais com fatos externos. Assim, prosseguimos firmes, sem perceber os fios de luz que vamos deixando pelo trajeto. Esses fios são as obras abnegadas. São recolhidos por seres sutis que trabalham na tecedura do nosso corpo de luz.

O corpo de luz é a nossa aura?

Não, o corpo de luz não é nem nossa aura nem a rede de energias que nos permeia o corpo físico. O corpo de luz é o que acolhe a energia da alma quando ela amadurece. Pode seguir as leis do plano espiritual e sustentar-se nele com harmonia.

Quando nos tornamos capazes de nos devotar plenamente ao cumprimento das leis espirituais, começamos a tecer nosso corpo de luz.Por que criamos esse corpo, quando já temos tantos outros?

Com o corpo físico agimos no mundo material, carregamos objetos, levamos, trazemos, montamos e desmontamos coisas, e assim por diante. O corpo emocional gera afeto, felicidade, ódio, infelicidade, bons e maus sentimentos. O corpo mental elabora, analisa, ordena, classifica e estrutura, entre outras atividades. O corpo da alma, chamado de corpo causal, expressa, por sua vez, sintonia com o Plano Evolutivo e orienta-se em sua direção. A alma, a certa altura da sua trajetória, passa a infundir essa sintonia nos corpos mais densos, a conectar o mundo material com o mundo interior. Contudo, o corpo da alma só suporta as energias no nível intuitivo da consciência e desintegra-se ao toque do fogo do Espírito, que vive em nível mais profundo e elevado do ser. Portanto, para a alma ascender ao espírito, fato que ocorre quando ela amadurece, necessita do corpo de luz. Esse corpo é que lhe permite tal expansão.

Que significado tem essa expansão para o ser humano?

Essa expansão significa, sobretudo, maior adesão de todo o ser às leis superiores. Mas há outros aspectos dela: os padrões do corpo e luz permitem-lhe transcender a esfera da vida planetária e compartilhar da vida cósmica. Para ingressar nessa vastidão, o ser tem de desfazer vínculos, desapegar-se das coisas terrenas. Só quando está mais liberado consegue suportar o ritmo dos impulsos espirituais. Com o corpo de luz construído, é capaz de reconhecer as metas maiores de uma evolução que está muito além da humana e terrena. O corpo de luz, veículo sublime de amor e união, permite-lhe aproximar-se da emanação divina que lhe cabe irradiar.

Por Trigueirinho - Livro Sagrados Mistérios

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites