Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Visão da Meta Interior(Lado B)

É no Sacrário, no interior do Templo que está a vossa segurança.

Vocês não se podem esquecer que sistemas esotéricos, que esoterismo também é forma.

Por maior libertação que esteja contida na energia de um sistema, a forma esta lá sempre presente. Vocês sabem que o fim último de qualquer sistema é ser transcendido, no amor ao Pai, na fusão. Vocês sabem que as novas plataformas de consciência no qual o planeta está a entrar requerem outra visão, outra amplitude.

No Sacrário, no Fogo interno, vocês podem tranqüilamente assistir ao trabalho das energias em vós, sem se queixarem, sem se queixarem infantilmente de que a limpeza está a levar coisas que vocês tinham como preciosas.

Preparai-vos para isso, porque a limpeza, a purificação mental e emocional que esta integrada aos dois ritmos de despertar, é algo que vem com o despertar Monádico, e é algo que vem com o despertar da consciência tridimensional; essa purificação vai levar muita coisa que vocês tem como preciosa. Mas isso vai embora também porque já foi usado, porque já contribuiu na sua medida para vos colocar num determinado ponto de consciência.

Em vós, meus irmãos, apenas há uma coisa preciosa: vocês sabem o que é. Esse é o único compromisso.

A consciência tridimensional deve assistir a esta lavagem de situações mentais inúteis, sem perder o contato com a sua origem. Deve assistir ao afastamento de todos esses materiais, de todas estas substâncias com muita calma, com muita segurança, com alegria. Com alegria, pois aí tendes a noiva sendo preparada para o seu noivo. Quando esses dois movimentos de despertar, o batismo Monádico e o despertar da consciência tridimensional, quando esses dois movimentos são sincrônicos e se harmonizam entre si, a meta interior surge de forma ultra definida.

O ser deixa de oscilar na dualidade e alinha-se com seu eixo essencial, com seu corredor de luz, e isso acaba por pô-lo em contato com a sua meta, com a sua origem.

Situações anteriores ganham um novo rosto. Passam a ser vistas como elementos periféricos, dispensáveis para a realização do ser. Isso é visto com muita clareza.

Aquele que viu a meta uma vez, aquele que teve o contato interno, que teve uma vez a visão da meta, vê as oscilações externas próprias dos veículos dissiparem-se e desaparecer. Ele vê os seus passos, a sua ação enriquecer-se com o automatismo solar.

Ele vê os seus veículos alinharem-se com o propósito do Pai, de forma automática, exata e profundamente amorosa.

Porque essa é a vocação última dos vossos veículos, é alinharem-se de forma automática com o propósito do Pai. Esse é o automatismo solar, a libertação. Esse automatismo já existe em vários níveis do vosso ser. Ele está no músculo cardíaco, por exemplo. O músculo cardíaco é automático. Ele responde de forma perfeita aos impulsos que vêm da Mônada. É a Mônada que detém o segredo do funcionamento do músculo cardíaco.

Também o funcionamento glandular e hormonal é automático. Ele não passa pelo vosso livre – arbítrio. Também a circulação sangüínea e a distribuição dessa circulação e a alimentação das células e o metabolismo celular, tudo isso é automático. Tudo isso está de certa forma integrado aos ritmos cósmicos. E isso significa que esses aspectos físicos do vosso ser estão completamente integrados aos ritmos cósmicos. Vocês não têm que se ocupar deles, esse foi um trabalho realizado no passado.

Da mesma forma, mecanismos mentais e emocionais que ainda estão sob a ação do vosso livre-arbítrio passarão ao controle da Mônada e serão integrados ao ritmo solar. Aí inclui-se a relação entre os sexos, por exemplo.

A razão, o processo da dúvida, a opção de uma tarefa do tipo profissional, uma tarefa tridimensional, as relações sociais, aquilo que vem ai, pode ser considerado uma nova cultura. Todos esses aspectos que são básicos vão entrar no automatismo solar, tudo isso passa a estar integrado nos níveis cósmicos de cada um de vós.

Estes processos de relação entre os sexos, a razão, o raciocínio, a dúvida, a opção de uma tarefa tridimensional, a vida social, esses processos vão se tornar automáticos, óbvios, transparentes, não mais vão alimentar labirintos.

Vocês vêem que quando o livre-arbítrio se relaciona com o raciocínio cria um labirinto. Agora, quando o raciocínio for integrado à Mônada, passa a ser um automatismo. Vocês ficam livres dessa tarefa, porque essa tarefa auto - organiza-se.

Reparai que esse automatismo que se integra aos vossos veículos está aí para vos permitir viver com maior liberdade a vida do espírito. Está aí para vos permitir sobrevoar os campos compulsivos tridimensionais. Está aí para vos permitir encontrar a vossa verdadeira identidade. Quando estas funções emocionais, mentais se tornarem automáticas, vocês podem descansar delas, podem se desidentificar delas e partir em consciência para as zonas mais altas do vosso ser. Essa é a única função da integração desse automatismo solar, em vós. Essa é a única função pela qual vocês vão ser harmonizados com os ciclos cósmicos e dentro da Lei.

Nós sentimos, nós sabemos que a palavra automatismo produz reações híbridas em vocês. Vocês tem tido uma má experiência que associaram a essa palavra. Quando falamos de automatismo solar, referimo-nos pura e simplesmente a uma harmonização dos vossos níveis inferiores com os grandes ciclos cósmicos.

Esses níveis inferiores passam a viver dentro da Lei que é própria desses ciclos. E vivendo dentro da Lei nos ciclos, todo o vosso ser pode se integrar com mais facilidade, com mais clareza à Lei dos Ciclos, que é uma Lei ascensional rítmica.

Então, este automatismo solar, que já existe em vários níveis do vosso ser, no físico, como vocês viram, é uma libertação. O resultado da harmonização é espaço virgem para a exploração da criatividade profunda de cada um.

Simplesmente vocês estão praticamente viciados nos processos da mente e nos processos emocionais, de tal maneira que se as Hierarquias comunicam que esses processos vão passar a ser automatizados pelos ritmos cósmicos, pelas constantes cósmicas, alguns de vós ficam sem saber qual será o próximo campo de criatividade. Entrem profundamente em vós mesmos, e ireis ver os imensos campos de criatividade que existem acima da mente.

Reparai; se vocês tivessem que se ocupar com o batimento cardíaco, como seriam? Que espécie de consciência poderiam desenvolver agarrados dessa maneira a um mecanismo básico? Seria uma prisão. Para a plataforma de consciência em que habitamos e que é aquela que nós vos convidamos a habitar agora, também a razão ou a análise são mecanismos básicos óbvios, tal como o batimento cardíaco ou a necessidade de ingerir alimentos. Para nós, o raciocínio é um mecanismo automático. Nós não precisamos nos concentrar nisso para receber os resultados da atividade racional. Esses processos nascem por si e atingem a consciência quando é necessário.

O raciocínio, por exemplo, é um mecanismo básico do ego, das películas exteriores do vosso ser. Nada mais. É inútil para funções superiores. Ele é útil para as funções do ego, e é para isso que existe. E essa integração à harmonia cósmica e a cedência do livre-arbítrio nesses níveis, no nível mental e emocional, que é no fundo a cedência integral do livre-arbítrio, é um passo elementar para a integração da consciência nos campos de vibração solar.

Este automatismo inclui e realiza a liberdade maior. Este automatismo é a porta para a Liberdade maior. Liberdade Maior.

O ser, ao entrar nesse ritmo cósmico superior, vê emergir em si a ausência de necessidade de escolha. O que se traduz em Paz.

Ele vê surgir em si, como uma onda imensa, uma nova segurança. Uma paz que está íntimamente ligada à superação da escolha.

Então, ele sabe que está finalmente nas mãos das Hierarquias às quais ele sempre se quis integrar. E que no fundo o guiaram durante quase todo o tempo, durante todo o tempo. Ele sabe que está nas mãos seguras, nas mãos exatas de Consciências exatas. Ele está integrado a planos de consciência de profunda paz.

Paz.

A paz é algo de que todos vós necessitais muito, agora, nesta etapa. A paz é uma simbiose de energias. É uma energia que coordena outras energias. É também um oceano de consciência. Oceano vibratório onde vão desaguar muitas energias harmônicas. Elas convergem para aí, para a Paz. Essa é a foz do seu curso.

Na paz vão desaguar as energias do perdão, da compreensão, do amor–sabedoria, A energia da vontade iluminada, a entrega. Tudo isso se encontra na paz.

A verdadeira alegria, a alegria profunda do centro do ser também está relacionada com a Paz. E a ordem, aquilo que vocês conhecem e que se chama ordem à qual vocês chamam ordem, isso que é o reflexo externo e interno da perfeição da Mente divina, essa Ordem realiza a Paz. E a paz emerge na ordem.



Vocês vêem a relação entre a Ordem, a Paz e a Lei dos Ciclos? Na Lei dos Ciclos vem a ordem. Com ordem, instala-se a Paz. Se é uma Paz que vem de cima, essa paz existe porque tudo ai está integrado à Lei dos Ciclos, à Ordem.

Existe esta relação hermética, secreta entre a Paz e a visão da meta interior. Em vós, é a visão da Meta interior que realiza a Paz. Se vocês estão em Paz, vocês estão com a visão da Meta interior.

Quanto mais definida, quanto mais aguda, lúcida, se torna a visão que tendes da meta, a visão que tendes da vossa tarefa e a visão que tendes de a quem estais servindo, mais espaço se realiza nos vossos veículos, para que a Paz possa descer sobre eles. Então a Paz desce.

Referimo-nos ao espaço no sentido de harmonização das partículas que compõem cada veículo. A própria paz já vos transmite a vibração da Meta.

A visão da Meta realiza em vós níveis, graus de paz que nenhuma expectativa humana, que nenhuma forma de cultura poderia ter antecipado. Vocês sentem isto?

Vocês sabem que é um estado de paz que é como uma torrente, como um imenso caudal de inteligência estável e harmônica, que no Amor se instala em vós. Que vos organiza instantaneamente a uma velocidade altíssima e que vos cria, cria e que vos abre para o mundo no sentido em que podereis irradiar sobre o mundo.

Existe um nível de Paz que nada tem a ver com nenhuma forma de serenidade humana. Que não é comparável a nenhuma forma de estabilidade emocional. Este nível de Paz, e que é algo que está impresso no Astral cósmico, tem a ver com aquilo que é conhecido no Centro do Sol, com algo que é conhecido no Centro solar.

Como sabeis, todos os centros planetários especiais de um sistema solar, respondem ao Centro solar desse sistema. No Centro do vosso Sol existe um núcleo de Operadores de síntese, uma comunidade de Consciências-regente, uma civilização imaterial que responde a um estado de consciência imenso, esférico, total.

Com certeza que não iremos aqui falar deste Centro, exceto para vos dizer que uma das características desse Núcleo de trabalho é esta forma de Paz cósmica.

Paz. É o som interno contido na palavra, é uma das chaves para o contato com este centro. Mayhuma é o intermediário.

A paz que existe nos Reinos de consciência que não tocam jamais a dualidade; é algo que talvez possa ser compreendido como uma paz estelar, a paz das estrelas a paz de unidade de consciência perfeitamente realizadas, perfeitamente integradas. A paz que emana destes Rostos de luz logoidal que o Pai mantém em manifestação.

Praticamente e sobretudo para o ponto de vista humano, estes Rostos são Rostos do Pai. Eles não conhecem distância. Existe uma Comunidade de consciência e de energia que habita o núcleo de cada uma dessas estrelas. A Paz de que vos falamos é o ambiente dessas Comunidades.

E isso é assim, porque eles têm a visão da Meta, têm uma visão estável da Meta. A sua visão não é obscurecida pela dúvida, eles não têm uma visão da meta oscilante, errática, especulativa. A visão que esses seres têm da meta é hiper-estável. Estável.

Sabei contudo que não é necessário requerer ao exemplo das consciências estelares para vos descrever seres que tem uma visão estável da meta.

Muitos seres humanos têm já uma visão estável da Meta. É um cordão de Amor que liga a vossa consciência ao ponto cósmico supra-planetário que constitui a vossa morada ígnea e que vos chama. Quanto mais estável estiver essa corda, quanto menos ela balançar, quanto mais tensa ela estiver, melhor.

Não vos compete a vós puxar a Meta para baixo. Compete à Meta, que é energia, puxar-vos para cima. E é isso que está a acontecer.

O GNA é um exemplo. É um exemplo desse movimento. Reparem que vai haver um momento da vossa caminhada em que entrarão numa celebração contínua.

Recorrendo aos vossos sistemas conceituais cristãos, podemos dizer que será eternamente domingo, na vossa consciência. Há um ponto na vossa caminhada em que a Meta irá estabilizar na vossa consciência e tornando-se estável, vocês conhecerão a Paz.

Também é certo que alguns de vós estiveram já em contato por vezes, por pequenos lapsos de segundo, com a Paz de que falamos. Alguns de vós já experimentaram isso, já experimentaram o que isso significa. Alguns de vós sabem. Todo aquele que tem uma visão estável da Meta, todo aquele que alberga em si essa qualidade de Paz, todo esse passou por uma mutação irreversível.

Ele já não é o mesmo. Todo o seu ser foi reestruturado em função dessa experiência. E isso acontece acima e abaixo do consciente. E depois acontece no consciente tridimensional e muda, muda tudo.

A Paz de que vos falamos, meus irmãos, tem amplitude cósmica. É um dos pilares da manifestação. E é uma das inteligências maiores que constitui o Portal que conduz ao universo da Vida inalterada.

É uma inteligência maior, a Paz. E guarda um Portal. Aquele que sentiu essa Paz sabe que foi tratado no núcleo das suas células. E para lá disso, foi tratado no núcleo dos seus átomos de forma a que todas as suas células passam a aspirar por essa experiência, continuamente.

A partir dessa experiência, todo o tempo, as partículas que vos compõem passam a dirigir-se em oração a esse nível, a esse grau de paz que está íntimamente ligado à visão da Meta interior à ausência de dúvida, e à ausência de opção.

Um dos obstáculos tem sido vocês, consciências tridimensionais, considerem-se o único nível de consciência do ser ao qual pertencem. De fato, as partículas que vos constituem entram em estado de oração também. As vossas células, os vossos agentes biológicos conhecem o sagrado. As vossas células conhecem o sagrado.

Naturalmente, a consciência tridimensional é a passagem maior para o nível celular dessa vibração, o Sagrado. Por isso, a vossa atitude é importante na transmutação do material em vós que ainda não responde ao apelo da vida do espírito. A vossa atitude é importante.

Cada uma de vossas células biológicas (falamos da contra parte física do vosso veículo astral) conhece o que é oração. Simplesmente pelas vossas opções essas células estão contaminadas com medo, com compressão, com retração. Mas após certos estágios percorridos por vosso ser, também elas entram em oração. (Alguns indivíduos dos vossos corpos poderão ser mais relutantes e estes, como sabeis, deverão ser canalizados em outras direções, para outras experiências.)

A harmonização entre todos os planos que vos compõem, realiza em vós a Paz Cósmica.

A Paz de que vos falamos é uma iniciação, consigo ela traz uma iniciação, ela é o selo de uma iniciação.

Extabilizado Por André Louro de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites