Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

terça-feira, 25 de abril de 2017

Níveis de Vibração

"Todos os seus pensamentos e sentimentos são energia, e a energia é vibração.
Aprenda a elevar essas vibrações e veja sua vida mudar. 
A tabela de consciência do Dr David Hawkings, que é a medição e a determinação matemática de níveis de consciência dos seres humanos...


VERGONHA : vibrando apenas 20 Hz, é a vibração mais baixa que um ser humano emite. A vergonha impede tomada de decisões, convivência social, não tendo experiencias na vida, o que dificulta essa pessoa de aprender, evoluir e saber como agir, porque não sabe o que dá certo e o que não dá.

De forma mais amena se manifesta como timidez, num nível extremo de vergonha a pessoa quer desaparecer, até suicidar-se, sentindo ódio de si mesmo.

CULPA 30 Hz : Vibração um pouco maior que a vergonha, pois, para sentir culpa a pessoa tem que agir . Pessoas assim criam muito pouco, fazem papel de vitima, culpando tudo e a todos por não conseguir ter sucesso em suas pretensões.Nunca inova, vive do passado. A religião para esse tipo de pessoa, alimenta nela sentimentos de que são pecadores.

APATIA 50 Hz: Perca da esperança e vitimização. Característica dos sem tetos. As pessoas nesse estado não conseguem agir perante o que a vida apresenta.

DOR/SOFRIMENTO 75 Hz: Tristeza extrema, principalmente diante de perdas. Vibra mais que a apatia, pois o sofrimento transforma as pessoas e lhe tiram do estado de apatia.

MEDO 100 Hz : As pessoas com medo se sentem inseguras diante as questões da vida, tudo se torna perigoso. Podem ter paranoias, ficam preocupadas e estressadas. Para sair dessa situação muitas vezes as pessoas necessitam de ajuda para superar e lidar com esses medos.Medos são crenças limitantes, que geram falta de qualidade de vida.

DESEJO 125 Hz: Nesse nível a pessoa é materialista ao ponto de nunca estar feliz com o que tem. Alimenta vícios e luxúria. É consumista, enquanto não compra o que quer fica impaciente e ansiosa. Nós que escolhemos qual efeito as coisas físicas terão sobre nós, podem ser boas ou ruins. Temos que ter equilíbrio.

RAIVA 150 Hz: É um sentimento de frustração, que pode ficar escondida em nosso interior ou ser exposta num momento de fúria, que também causa culpa, vergonha e mal estar, pois, sempre a pessoa que perdeu o controle se sente mal depois de não ter conseguido controlar os sentimentos.

Quando a raiva fica guardada dentro de si, ela se acumula e chega num ponto onde um “mosquito vira um boi”, e a pessoa estoura.
O ideal não é guardar a raiva e sim tentar canaliza-la em outras coisas como sair ao ar livre para fazer exercícios físicos por exemplo.

ORGULHO 175 Hz: Esse é o estado de consciência predominante da humanidade atualmente. Dependente de circunstâncias externas (dinheiro, poder, fama, etc), . Esse é o estado que leva ao nacionalismo, racismo e guerras religiosas.Um ataque a suas crenças, viram um ataque pessoal.

CORAGEM 200 Hz: Nesse estado o ego ainda existe, mas já se começa ver uma vida fora de si, pensando mais nos outros, onde o otimismo prevalece, e a espiritualidade começa aflorar.

NEUTRALIDADE 250 |Hz: Nível de sistemas onde nossas crenças são flexíveis, nos tornamos desapegados e mais felizes. Aconteça o que acontecer, você vai estar firme em sua posição. Perde-se a necessidade de provar. Você se sente seguro e convive muito bem com outras pessoas. É um estado confortável.

DISPOSIÇÃO 310Hz: Neste nível, você começa a usar sua energia de forma mais eficaz. Começamos a por em prática as idéias, não existe mais reclamação de quase nada. Aqui começa a acabar a entropia. A vida fica mais organizada.

ACEITAÇÃO 350 Hz: Mudança verdadeira, elimina-se crenças antigas. Vive proativamente pois sua energia aumenta.

No nível da aceitação você se torna competente e aqui você quer colocar suas habilidades para fazer algo bom. É aqui que você define e alcança metas.Começa a entender que tem uma papel a mais no mundo e quer fazer a diferença. Já consegue perdoar facilmente.

RAZÃO/CONTEMPLAÇÃO 400 Hz: Hawkins define este nível como a nível da medicina e da ciência. Consciência dos mestres, onde se é desapegado de tudo. Enxerga o mundo como um todo conectado, não existe mais sofrimento às coisas externas, não vive mais na matrix.

AMOR 500 Hz: Não existe mais o ego, somente o amor incondicional, onde tudo que se faz é por um bem maior. Hawkins diz que esse nível é alcançado apenas por uma em 250 pessoas durante todo o seu tempo de vida.
Uma parcela minima como 0,0001% vive nesse estado.

ALEGRIA 540 Hz: Estado de felicidade inabalável. A Alegria é o estado de consciência maior que o ego pode atingir. Começa desapego com a vida. Nível ondes estão mais avançados na espiritualidade. A energia dessas pessoas é radiante e é muito bom estar perto delas. Expansão de consciência. A pessoa age através de sua intuição que é muito forte.

PAZ 600 Hz: Total transcendência. Hawkins diz que esse nível só é alcançado por uma pessoa em 10 milhões.

ILUMINAÇÃO 700 Hz : “É a união do ser com o todo. O fim do individualismo. O fim do eu. Fim do ego. O homem transcendental.

Extremamente raro. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada” tão bem conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.”

sábado, 8 de abril de 2017

Sobre o Preconceito

O Preconceito-tanto negativo como positivo é mau. Ele é o oposto a toda ioga; ele corta o aspecto extraordinário da ascensão. Freqüentemente as pessoas confundem o preconceito com o conhecimento-direto; contudo, estas duas qualidades são completamente opostas. O preconceito nasce do intelecto, enquanto que a morada do conhecimento-direto está no coração. Assim, não se pode comparar os filhos do intelecto com os do coração. Tal suposição não é somente errada, mas também prejudicial, porque deprecia a atividade do coração. Pode-se observar como as pedras do preconceito se estratificam e toda vida se transforma numa prisão, feita pelas próprias mãos. Entretanto, o conhecimento direto se relaciona a verdade cósmica. Portanto, não contém em si nada que deprecie. O desenvolvimento em si mesmo do conhecimento-direto traz a solenidade dos sentimentos. Assim, partindo de diversas portas, nos nos aproximamos da Morada da Solenidade.

Aquele que não experimentou o sagrado tremor da solenidade não pode compreender o dano do preconceito. Este se desenvolve não em grandes feitos, mas em cada ação diminuta. Assim, o escravo do preconceito desperta já amaldiçoando um sonho que não se adapta ás limitações de seu ser. O dia inteiro ele condenará e amaldiçoará,porque não terá as medidas do coração. E ele adormecerá condenando e visitará a esfera correspondente á condenação.

Hierarquia

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

NEUROCIENTISTAS DESCOBREM QUE ESSA MÚSICA REDUZ EM 65% O STRESS E ANSIEDADE.

Áudio Download: https://drive.google.com/open?id=0BwO6gH2RPoL6ekNRU0VHenI5Tms

Album Completo Download: https://drive.google.com/open?id=0BwO6gH2RPoL6TWFDR2VpZXFISGc


Stress, ansiedade, depressão são talvez o mal do século. O mundo moderno onde o contato entre as pessoas se tornou cada vez mais digital contribui muito para esses estados. 

Gadgets tendem a ser nossa janela para o mundo. Mas há um lado sombrio nisso, anecessidade de manter-se sempre no topo e seguir o que está todo mundo fazendo nas mídias sociais – também conhecido como Fomo, ou o medo de perder.

“Fomo é muito real e pode ser um vício constante que afeta os níveis de ansiedade e a sensação geral de bem-estar“, diz Kruger.

A mídia social nos permite comparar tudo – relacionamentos, dieta, imagem, beleza, riqueza, padrão de vida – não só com nossos amigos, mas com celebridades também. 

E, algumas pesquisas mostram, que o tempo nas mídias sociais “pode causar depressão em pessoas que se comparam com os outros“.


A música 

Pesquisadores da Mindlab International, na Reino Unido, queriam saber que tipo de música induz o maior estado de relaxamento. 

O estudo envolveu os participantes que tentavam resolver enigmas difíceis – isso desencadeou um certo grau de estresse neles – enquanto estavam conectado a sensores.

Ao mesmo tempo, os participantes ouviram uma variedade de músicas, onde os pesquisadores mediram sua atividade cerebral, freqüência cardíaca, pressão arterial e taxa de respiração.

O que eles descobriram é que uma canção – “sem tanta importância” – resultou em uma impressionante redução de 65 por cento na ansiedade geral dos participantes e uma redução de 35 por cento em suas taxas fisiológicas normais de repouso.

Curiosamente, a música escolhida tinha sido projetado para induzir um alto grau de relaxamento, e os cientistas não sabiam a origem da música.

Criada por Marconi Union, os músicos se juntaram com especialistas em som para organizar cuidadosamente harmonias, ritmos, que por sua vez diminuíram a freqüência cardíaca e pressão arterial do ouvinte, ao mesmo tempo em que reduziram os hormônios do estresse(cortisol).

De fato, a música é tão eficaz, que muitas participantes do sexo feminino até ficaram sonolentas – inclusive o pesquisador David Lewis-Hodgson aconselha não ouvi-la dirigindo. 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

CENTROS PLANETÀRIOS 015


Templo | Vertical Horizontal | Vrill | Anu Tea & Lys | Fátima, Valinhos, Lago | Teraphim | Paixão Mariana | Baptismo | Cura Cósmica

LYS - Eu consagro a Humanidade
ANU TEA - Eu Ilumino o Caminho
AURORA - Eu aplico o Fogo na Água e a Água na Terra
IBEZ - Eu transformo a Morte em Vida
ERKS - Eu celebro o Mistério
MIRNA JAD - Eu consagro a Vida
MIZ TLI TLAN - Eu sou a Vida Revelada
SHAMBALLA - Eu sou a Vida

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Livro - Os Jardineiros do Espaço



"...Se fomos buscar a origem do homem em fatos do mundo material, não a encontraremos. Por esses processos poderemos achar apenas restos de períodos nos quais ele viveu em corpo físico. Sendo cósmica a sua proveniência, tendo se materializado gradualmente até tomar forma concreta, buscar a sua origem no plano físico é uma tarefa vã.

Quando foi perguntado a doutrina secreta onde estavam os construtores na aurora da evolução, ela respondeu: ’’na bem-aventurança celestial’’. Os criadores nunca teriam sido então criados? A substância-raiz repousa no não-ser?

E as Mônadas humanas? Foram criadas ou são como esses de origem celestial? A resposta que ao homem é dada através da doutrina secreta ou sabedoria das idades é que ‘’o universo ainda estava oculto no pensamento divino,quando ergueu as incontáveis centelhas, reunindo-as’’. A comunicação dos membros da hierarquia, que é a doutrina secreta materializada, fala do despertar dos universos para a vida, após os seus ‘’pralayas’’ ; fala dos grandes ciclos que se iniciam após esses estados de absorção dos universos no interior do UNO. É a partir desse despertar que surgem as MÔNADAS – elas não são, portanto, criações esporádicas e temporais.

Sabemos que a consciência monádica evolui para uma consciência logóica; sabemos que é esse o seu destino. Mas teriam tido as MÔNADAS algum começo?

Seria o homem um ser incriado? Seria esse o valor que ele deve reencontrar, para assumir sua verdadeira condição dentro dos universos,manifestados ou não?

Quando a realidade é diminuída para explicar certas coisas aos terrestres, diz-se que o homem foi criado; mas as parábolas simbólicas que se narram a esse respeito referem-se a materialização do homem no plano físico ou em alguma outra dimensão. Na verdade, nenhuma essência jamais foi criada,pois sempre existiu. O homem terá que chegar ao ponto de ver-se dentro dessa perspectiva infinita, e deixar de considerar-se limitado, como se fora produto de algum Grande Artesão.

Pelo fato de o homem não ter, ainda, conhecimento dos mundos suprafísicos, por não ter suficiente o desenvolvimento de seus corpos espirituais, sutis, internos,ele é levado a desperceber os ciclos imateriais de que também faz parte; permanece, então, restrito ao planeta terra e as suas leis naturais quando se põe a estudar. Ao fixar-se em pesquisas materiais e terrestres, reforça sua separatividade em relação a outras áreas do cosmos.

Esse ser que caminha, sente, pensa e vive em conflito na terra, até que esta seja literalmente purificada em seu plano físico também, esse ser é uma parte da Humanidade Uma; representa suas potencialidades sem todavia tê-las realizado em si. Esse ser ’’objetivou-se’’ na sua atual materialidade, expandiu-se de dentro para fora, surgindo na vida de superfície; na realidade, como essência sublimada e supersensível, jamais foi criado, no sentido que o intelecto humano dá a esse termo. Quando a Bíblia narra a criação do homem, ela se refere, como se disse, a manifestação dessa sublime e incriada essência sobre a face da terra. A história dessa essência , em si, a Bíblia realmente não conta – porque a essência não tem história; é como AQUELE DE ONDE EMANOU, AQUELE QUE TAMBÉM É INCRIADO.

Que significa CRIAR? Usando-se o consciente esquerdo, a mente racional, nada se pode saber disso. Certamente, usa-se esse termo impropriamente, quando se quer expressar a materialização do espírito. Na verdade, aqueles que poderiam ser chamados de ‘’criadores’’ imaginaram um modelo do ser humano terrestre, molde que serviu de base para o trabalho das forças construtoras; seguindo a doutrina secreta, ’’envolveram as essências com as formas protoplasmáticas dos futuros egos’’. Como nesta etapa evolutiva estamos entrando, finalmente,mo campo das MÔNADAS, seria necessário que nos habituássemos a idéia básica de que A ESSÊNCIA É INCRIADA E SEMPRE EXISTIU. Se não aderirmos a isso, como poderemos amar cosmicamente?

Quando chamamos um homem de terrestre, estamos nos atendo ao período de vida que ele passa na Terra sob as leis planetárias típicas daqui. Ao atravessar certas camadas de consciência para viver na Terra, a essência cósmica entra numa região chamada ‘’desejo’’, composta de condicionantes forças astrais; já no plano mental do esquema terrestre, ela entra em contato com a ‘’ilusão’’, força que leva o ser humano a crer nas coisas materiais como sendo a única realidade.

Todo ser cósmico que vem para a terra condiciona-se a essas camadas de desejo e ilusão. A partir daí, esquece sua origem e perde a consciência do seu destino maior, da sua meta evolutiva. O que acontece em seguida em sua vida na superfície da terra é conhecido. Ao falarmos, pois, em homem terrestre, referimo-nos ao ser de origem cósmica quando submetido a essas condições de limitação.

Na verdade , os seres extraterrestres não são essencialmente diferentes dos terrestres. Apenas não se encontram sob as leis da terra, mas sob outras. É pelo fato de termos esquecido nossa origem que alimentamos separatividade com relação aos extraterrestres , mas todos nós somos manifestações da Vida Uma e temos a mesma essência interna; o que varia, entre uns e outros, é o grau evolutivo e as condições impostas pelas diferentes Leis em que vivem.

A humanidade existe em vários níveis de consciência,em outras dimensões de vida, em outros planetas eventualmente em outra galáxias . Essa grande humanidade teve a mesma origem que o homem hoje encontrado na superfície da terra, e todos os que a compõem têm a mesma essência e se encontram sob a mesma LEI CRIADORA. Portanto, ao se usar os termos ‘’terrestres’’ e ‘’extraterrestres’’, fala-se de uma condição temporária de seres, entidades ou energias puras que, após ciclos de desenvolvimento em setores diferentes do cosmos, irão reunir-se na mesma essência Central.

Um ser da superfície da Terra tem certo coeficiente intelectual; um ser intraterreno tem outro, maior ou menor, extraterrestres têm outros coeficientes, maior ou menor compreensão das leis, segundo o estado em se encontram. A diferença está no grau evolutivo e na experiência, mas não na essência.

O homem terrestre encontra-se em estado de compreensão ainda superficial de certas leis e de certas realidades. Em geral, raças de superfície, quer deste planeta quer de outros , são as menos evoluídas. Quanto mais o homem se aprofunda nas leis e no conhecimento ,mais se volta para a vida subjetiva, interiorizada,passando assim a funcionar em outros corpos mais sutis, que vivem sob outras leis.

A medida que se interioriza,o homem tem necessidade de se aproximar dos mundos internos e subjetivos, passa então as civilizações intraterrenas ou aos mundos suprafísicos,que podem proporcionar-lhe a nova experiência de que necessita. Por isso, até hoje, a superfície da terra manteve-se povoada pelos seres menos experientes, já que, logo que se adestram em leis superiores, mudam de plano, integrando-se em civilizações mais avançadas. O homem transmigra para outros mundos ou vai para Hierarquias incorpóreas, quando o planeta em que está não pode mais proporcionar-lhe campo de desenvolvimento. Isso é válido não só para os habitantes da terra, mas para os de todos os universos...."...




Postagens populares

Sites