Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Espelhar a vida(Templo Esfera)

Como tem sido aprofundado, a etapa na qual os nossos instrutores, à escala global, se ocupavam da transmissão de uma nova informação, a etapa em que a informação era o fulcro da instrução, essa etapa, como nós temos aprofundado, ela terminou.

Isto significa, que a informação que possa ser veiculada para o planeta, daqui para a frente, ela casa com a vibração do ser. Ela casa com o estado de um ser. Sempre foi assim. Num certo sentido, toda a informação contém a sua contraparte labiríntica. E, toda a informação Espiritual sempre contém essas duas partes: o nível cristalino e, simultaneamente, o seu próprio sistema de defesa, que é, para dizê-lo de alguma forma, labiríntico. E, até hoje, sempre funcionou assim. A informação chegava a um ser e, o que o ser já tinha feito com a informação de que ele dispunha até àquele momento - e isso deveria ser uma transformação, uma transmutação do conhecimento em Sabedoria, através da vida, através da prática... - e, sempre que a Nova Informação chegava à Aura de um ser, verificava o grau em que o ser vivia a informação de que já dispunha. E, se o ser, realmente, estivesse transformando informação em Sabedoria, então, eram-lhe despidos os véus que a própria informação traz. Porque, toda a informação Espiritual, tanto desvela como ainda vela mais; tanto amplia (a mesma informação), tanto amplia a Luz, como a protege. Depende do que o ser já frutificou da semente anterior.

E, sempre que a informação chegava a um ser, ela passava por uma filtragem: e, ou se tornava opaca, seca, composta de conceitos para o mental, ou revelava o seu poder libertador e o seu poder transformador.

E isso, que sempre foi verdade, a partir da etapa em que nós nos encontramos, torna-se crítico. Torna-se agudo. A forma como o conhecimento foi transmitido a vocês, até hoje, e a forma como a informação chegava até vocês, até todos nós, essa fórmula não é mais aplicável ao grupo de serviço planetário. E vai ser transferida, em larga escala, para a Humanidade como um todo. Isto significa, que aquilo que, até agora, tem chegado a vocês, há décadas, e o trabalho que vocês têm feito há décadas, vai passar a ser o método que a Hierarquia usará, nos próximos dez anos, em toda a Humanidade. E vocês mudam de método. A Lei da Hierarquia afirma, que toda a consciência ocupa um patamar. E, que a consciência não respira Luz, se não Servir para baixo e se não Amar para cima. Se não se Abrir para cima. Esta Lei da Hierarquia afirma, que a nossa consciência é como um coração: Ela tem uma pulsação, uma respiração. Nada de novo.

E esta consciência, ela precisa de se abrir, para receber e, depois, processar e emitir para os níveis de consciência, que precisam de receber a TUA Consciência! Isto significa, que tu és um elo. Em termos estruturais, tu és um elo! És um irmão! Irmão significa estar exactamente no ponto, que a Luz designou para ti! E ver o outro, sempre no ponto que a Luz designou para ele! Irmão é este estado, este estado de irmandade... Irmão é este estado, em que tu vês a Eternidade no Outro! Tu vês o Outro na Eternidade! E constróis a partir daí. E irmão significa, também, ocupar um Posto na grande corrente do mundo, na Grande Corrente, na Grande Máquina Mundo. Nas Grandes Pétalas Mundo. Ocupar um Posto nessa Arquitectura Planetária!

E, quando um elo assume a tensão que lhe é devida, isto é, quando ele recebe o que deve receber e, quando ele transmite o que deve transmitir, sem alimentar nenhuma opinião mental sobre isso, sem alimentar nenhum argumento sobre isto, quando um ser assume o seu posto, os mundos evoluem, a grande tracção galáctica acontece e o orvalho da Luz chega às terras mais ressequidas! E esta TRANSMISSÃO é a VIDA em TI!...

Donde que, gradualmente, o ciclo do patamar de consciência ao qual tu pertences, se cumpriu.

No patamar de consciência, em que nós temos estado, não há mais nada para fazer!... Este patamar de consciência, esta atitude de ter abertura e interesse por uma influência Espiritual, esta boa-vontade para com a Luz, esta obediência ao que vem de Cima, num grau, num certo grau, esta abertura, isto já não serve para nada! Este estado que tu ocupas, agora tem que ser deixado livre para a Humanidade inteira ocupar! Esta combinação entre boa-vontade, burguesia e espiritualismo, não é mais o ponto, não é mais o teu trabalho! Já está bem! Já está feito! Estes seres que foram convocados, que transmitam a Luz que eles devem transmitir!! E a cadeira que tu ocupas, não te pertence mais!... Essa cadeira, que tu estiveste preparando durante décadas, essa cadeira que tu estiveste preparando, na qual hoje te sentas e na qual te encontras estável, não te pertence mais!... Esse posto é para toda a Humanidade agora! Tu tens que sair daí!! Porque, se tu continuas aí, tu estagnas, tornas esclerótica a Seiva Divina na Terra! Neste momento, continuar a querer coisas Espirituais, continuar com ideias sobre assiduidade ou não assiduidade Espiritual, continuar a cumprir ritmos que combinam vida burguesa, vida familiar, com vida Espiritual... Isto não serve para nada, hoje!... Tentar calibrar a coisa humana com a coisa não humana, a Inspiração que vem do Alto com a nossa própria onda, isto não ancora mais Luz!! Isto é o trabalho, de milhões e milhões de seres, a partir de agora!... Não o teu! O teu é outro! É o elo seguinte, é o Novo Patamar Energético! É uma outra coisa! E, se tu não sais daí, a Humanidade não pode ocupar o lugar onde tu estás!... Porque tu és um elo entre a Escola Terrestre Profunda e a Humanidade de superfície! A Humanidade como um todo. Tu estás nesse ponto intermédio. Mas este equilíbrio de Forças, e estes Patamares de Consciência, já cumpriram a sua função.

Os Irmãos, neste momento, estão Energizando, estão Vitalizando, estão Transmitindo um Impulso, para que os servidores subam todos um degrau. De forma que, a Humanidade inteira possa ir para o sítio, onde vocês estão neste momento sentados. Porque, sem o translado maciço da consciência dos servidores, do nível da boa-vontade para o nível do Fogo, não é possível abrir a porta. Vocês são a Chave! Vocês são a Chave!

As Leis Cósmicas não permitem uma intervenção directa sobre a Terra, enquanto a Chave dos Dez Justos não for virada. Não for rodada. Agora, um indivíduo tem que saber, onde é que ele pára neste contexto... isto porque, se o indivíduo ainda está a pensar, se ele é um justo ou um injusto, ou se este assunto é para ele ou se é só para uns eleitos, então ele está des-sintonizado... Tu só és exposto à vibração que te corresponde!...

Então, este posto, que o ser ocupa há décadas e há várias vidas, das quais os últimos meses para alguns e os últimos anos para outros são só uma recapitulação, isto é, um trazer ao de cima aquilo que já tinha sido construído em vidas anteriores, e a emergência dessa Luz aprisionada, que vocês acumularam em vidas anteriores e, os últimos anos para alguns e meses para outros têm sido o abrir a comporta do Plano Causal. Que é onde se encontram todos os Actos Luminosos que vocês fizeram, desde que se separaram do reino animal. É um vasto Oceano de Luz, que paira sobre as vossas cabeças e que é um bateria intensíssima, fulgurante, que contém todos os pequenos actos, todas as micro ternuras, todos os micro momentos de Luz, que vocês permitiram vibrar, da harpa do vosso ser. Sempre que isso foi permitido, isso acumulou-se, algures, num plano de consciência. No Plano Causal. E está aí, há muitas vidas. São os chamados Tesouros no Céu.

E esta etapa, em que vocês têm estado, também tem sido uma etapa de tomar consciência desse nível Causal, onde existe o acúmulo de Luz no vosso ser. E tornar-se sensível, permeável, a esse acúmulo de Luz. Mas esta fase, na qual o indivíduo ocupava um posto de boa-vontade, que era quase sempre um híbrido cultural, entre a vida de superfície e a civilização à qual ele pertence e coisas que ele percebia internamente... esta fase do híbrido, terminou! Nós precisamos sair daí! Precisamos de deixar o lugar que ocupamos, vago, para a Humanidade inteira ocupar a partir de agora! Esse lugar é estimulado pela transmissão de informação. O posto que vocês ocupam. O posto que nós ocupamos, como um todo. Até hoje, tem sido estimulado pela transmissão de informação. E a informação, a etapa da informação terminou também. Para os servidores encarnados. A grande informação Espiritual, hoje, vai ser conduzida para a Humanidade como um todo. E, essa etapa corresponde à transmissão da Lei e da Luz, à Humanidade como um todo. Numa linguagem actual. Este é o momento, em que a Humanidade, como um todo, vai acordar para a transmissão popular do conhecimento. (Nós vamos entrar numa etapa de espiritualismo pop...) Com todas as grandes oportunidades que isso implica e com todos os problemas que isso implica.

O servidor, hoje, necessita de dar um salto em consciência e assumir a etapa seguinte. E deixar de se impressionar com a mutação planetária! Isto é muito importante! A etapa de informação está terminada. E todo o indivíduo, que se move em função da informação, vai fazer par com o despertar colectivo da Humanidade! Se a nossa motivação é a informação que colhemos, o indivíduo vai fazer par, vai-se alinhar, com a massa que está em despertar sincronizado. E vai bem. Mas não é o trabalho, hoje!... O trabalho, hoje, não é cuidar da informação que chega até ti!... É cuidar onde a informação cai. É cuidar do receptáculo onde a informação vibra!... Já não se trata da guitarra, mas da acústica!

E este translado, esta mutação sincronizada de todos os servidores, tem de acontecer, de forma a que se crie um Vácuo Invocador, para a Humanidade inteira aspirar a ocupar o lugar que nós, agora, ocupamos. Ou que ocupamos há décadas. E, como se disse, ele precisa de ser deixado completamente livre.

Na proporção em que o conhecimento e a informação Espiritual se vai tornando mainstream, se vai tornado um conhecimento comum, a Hierarquia necessita do SER-ESPELHO. E este estado, este estado Espelho, é o estado que está à nossa frente para assumir.

Até agora, nós temos combinado a vida exterior com um bocadinho da vida interior. Digamos, 70% de vida exterior e 30% de vida interior. Quando são 30%! Se o servidor, se mantém nesta equação, ele sufoca!... E tu sabes, que estás a ser chamado, pelo grau de sufoco em que te encontras! Não pelo grau de iluminação em que te encontras! Pelo grau de sufoco em que o indivíduo se encontra!... Porque, para mudar de elo, para mudar de patamar, o indivíduo tem que sufocar no patamar em que estava! E, o patamar em que ele vivia, tem que desertificar! Ele tem que sentir, que o patamar em que ele estava com as suas rosas, e os seus cisnes, e os seus cristais de quartzo, tudo isso.. ele tem que começar a sufocar, dentro do templo que ele próprio construiu! E, quando vocês sufocam dentro do templo que vocês próprios construíram, vocês começam a mudar de dimensão! Vocês começam a entrar em contacto com os motores Hierárquicos! Com as Turbinas de translado de consciência! Mas para isso, o indivíduo tem que sufocar, onde antes se sentia bem! Ele tem que não encontrar oxigénio, onde antes era um oásis, para ele! Estes nossos altares com o Mestre Morya e com o Saint Germain, e com as velinhas, e com o incenso, e com os sininhos, e com os CD, e com os cânticos... Isto tem que ir tudo pelos ares!... Porque isto já se transformou num demónio (com as aspas que vocês quiserem...) já se transformou num demónio, impedindo a tua progressão!! Acabou o Tempo!!! Vocês estão entrando na terceira fase. Do ouvir, do ver, do sentir, do tocar, do calar.

Vocês estão a entrar noutra fase do Mistério! E, a distância entre os núcleos de consciência: eu do lado de cá do Altar e o meu guru do lado de lá do Altar, esta etapa terminou! Por isso o Altar terminou! O Altar, agora, é a vida, o pão com manteiga!... Isto é que é o Altar! Isto é que é o Novo Sétimo Raio! Vocês não acham, que o 7º Raio vem por aí abaixo para conviver com o antigo 7º Raio do ritual!... Ele vem para começar a colocar o Divino no QUOTIDIANO!... Essa é que é a acção de Saint Germain, hoje!

À medida que o ser se funde com o seu Fogo Interior, (nós já vamos ver alguns aspectos sobre isso), ele deixa o lugar vago. Muitas vezes, justamente o ser que estava ao teu lado, na família, na profissão, no teu ambiente, o ser que estava ao teu lado, não pôde assumir o ponto para o qual tu estavas a chamá-lo, verbalmente e militantemente, justamente porque tu estavas a chamá-lo verbalmente e militantemente! E a verbalização e a militância eram yang ! E essa atitude yang, no posto onde o outro tem que entrar, não lhe permite entrar! Vocês percebem? Tu estás a ocupar a cadeira para onde ele deveria ir! Esta militância e esta verbalização yang da coisa, não ajuda o outro a ocupar a cadeira!...

E, o que as pessoas estão a observar, é que hoje, hoje, (se calhar há três anos não era assim), mas, hoje, com o descenso dos Cinco Raios Secretos, dos Cinco Raios Cósmicos, dos Novos Raios, que com os outros sete formam os doze Raios deste Sistema Solar, hoje, com essa descida de Radiação mais potente, quando um indivíduo se silencia, quando um indivíduo se interioriza, quando ele se torna Energia e não discurso acerca de Energia, quando ele se torna Energia, o outro, em pouco tempo, senta-se no lugar para onde tu o estavas a chamar, há anos. Ou seja, tu vais entrando na gruta da Iniciação e o teu irmão vai-se aproximando da porta. A Lei garante isto! A lei da Hierarquia!

E, se o teu irmão, lá em casa, não dá o passo, - porque isso é uma situação que as pessoas falam muitas vezes: é do impasse familiar; em que um faz o trabalho e os outros não. Mas, se o irmão não dá o passo, provavelmente, tu também não estás a dar!... Porque, tu estás ali, num ponto, onde o outro consegue conviver contigo. É quando o outro, não conseguir mais conviver contigo, que ele dá o passo. É quando o grau de Fogo for de outro nível, é que ele dá o passo!

Nós entrámos numa etapa de activação da qualidade de Espelho, da qualidade de Reflexão, em nós. Nós estamos a entrar numa etapa, em que o ser, é convidado a Espelhar uma Realidade Superior.

Em níveis Altos da Consciência Planetária, existe uma Civilização que não tem forma. Ela ainda não encarnou na Substância Planetária. Nesses níveis mais Altos, existe toda uma Arquitectura de Luz, que tem como centro, aquilo que nós vamos estudar hoje, com o nome, O Templo da Esfera. Essa Civilização é a Nova Terra. Ela encontra-se nos níveis Superiores da Terra, neste momento. Nos níveis de ultra-estabilidade vibratória. Nos níveis em que a Terra, de alguma forma, é Permanência. Ela encontra-se, aí, estacionada - essa Super Civilização. Uma Super Terra!...

À medida que as soluções tridimensionais se esgotam, isto é, à medida que as soluções económicas, estatísticas, políticas, mentais, clínicas - à medida que as soluções científicas se esgotam - à medida que o homem aprende que a realidade não é isso, e à medida que os recursos do conhecimento instituído chegam ao fim, a humanidade vai entrar num estado de pasmo com a sua ignorância! Ainda vai demorar um bocadinho, mas são só.... mais cinco minutos! Até a humanidade ficar completamente paralisada pela sua profunda ignorância! E, quando a Humanidade, tal como um indivíduo, quando a Humanidade sente essa profunda ignorância, então ela é discípulo! Antes disso, ela não é discípulo. Só quando ela sente a profunda ignorância, a inarticulação, quando a Humanidade sente, que a sua cartografia, que os seus mapas não correspondem à realidade, quando se dá esta desmontagem dos edifícios do conhecimento e a Humanidade fica nua, perante os mistérios do Universo! Outra vez! Mas desta vez, num estado sintético. Não num estado primitivo, supersticioso. Que também é um estado de nudez perante o universo. Não. Num estado sintético, pós-histórico.

E como nós temos visto, a história está toda estudada para produzir um colapso, agora. Para produzir uma espécie de entropia acelerada, agora. E, à medida que isso acontece e vastos sectores da espécie em que tu vives começam a regressar ao espanto fundamental, então a humanidade pode receber alguma coisa! Esta atitude, esta postura de espanto e de abertura em relação ao Mistério do Universo, é uma Invocação. É um chamado à Sabedoria Pura. À Revelação. A constatação dessa Ignorância Sagrada, (não estamos a falar de qualquer ignorância, estamos a falar de um estado Sagrado de Ignorância), a constatação dessa Ignorância Sagrada cria uma postura colectiva que permite Revelações. E, a humanidade está a conseguir, lentamente, chegar a essa ignorância. A essa postura.

E na proporção que este estado de Invocação se desenvolve, este grupo de 144.000 elos, que se encontram distribuídos pelo planeta inteiro, vários milhares por vários países, estes 144.000 elos serão deslocados para um ângulo muito específico: que é o ângulo Espelho. Eles são deslocados para um ângulo, no qual a Nova Civilização descendente começa a usar a Aura deles, para se Espelhar para a consciência colectiva. Isto não diz respeito ao maravilhoso mundo das informações espirituais!...Isto diz respeito, à captação no Secreto, no Silêncio, no Sagrado. Três coisas que nós, praticamente, nada sabemos: Secreto, Silêncio e Sagrado. Isto diz respeito à captação no Secreto, no Silêncio, no Sagrado, da vibração da Energia, toda descendente, da Nova Terra! Dessa Super Terra, que se encontra nos planos Superiores e está a começar a descer.

E, a postura destes operadores, destes seres, consiste em chegar a uma condição de extrema precisão vibratória. Quase todo, para não dizer todo, quase todo o pensamento que acontece quando nós estamos distraídos, não serve para este trabalho! Todo o sentimento que acontece porque o indivíduo está desalinhado, e não é pouco - sentimento - não serve para este trabalho! O problema que está à nossa frente, para que tu possas sair do nível da boa-vontade, é uma fidelidade milimétrica, a uma vibração extremamente potente, que vem de uma civilização secreta, lá, que os Mestres criaram e que se prepara para encarnar. E trata-se de a pessoa sentir a dor, de não canalizar a Nova Civilização. Ele tem que ter consciência da dor. Isto é, quando ele trai o seu propósito profundo, isto tem que chegar à dor! Porque ainda não está chegando à dor! Está chegando ao “lá me distraí eu outra vez!” Ainda vai aqui: “passei um dia desconcentrado!...” Isto tem que chegar ao ponto, de a pessoa se sentir completamente anulada, perder o sentido da vida, se não está canalizando, cirurgicamente, essa Nova Frequência!


Um Ser-Espelho é um ser, cuja Aura se aproxima do cristalino. Vocês vejam como vai haver um translado de consciência nos servidores como um todo. O ser lúcido, hoje, ele precisa de renunciar a colorir a sua vibração. E, principalmente, ele precisa de renunciar à fascinação do bem. Ele precisa de renunciar a querer fazer o bem. Porque, enquanto ele quer fazer o bem, a Aura dele, o campo vibratório dele, está cheio de cores: turquesa, cor-de-rosa, violeta... Enquanto vocês não renunciam ao fascínio do bem, a outra coisa não encarna! Não desce! É preciso um Novo Estado! Porque o fascínio do bem é para onde a Humanidade toda vai entrar nos próximos dez anos! Então, o posto que vocês ocupam é outro! É preciso o indivíduo renunciar ao bem! Nós não estamos a falar, de renunciar ao bem; estamos a falar, de renunciar ao fascínio do bem, que é uma coisa muita exacta, muito precisa. De forma que, quando o ser renuncia ao fascínio do bem, gera-se um Vácuo, dentro dele, ligado a MARIA.

Este Vácuo ligado a MARIA só é possível contactar quando vocês renunciam ao fascínio do bem. Porque vocês percebem, MARIA não faz o bem! Ela É O BEM!! Não há pólos! E, quando o ser chega a esse momento, Sagrado, em que ele renuncia ao fascínio do bem, então, ele começa a fazer contacto com o Templo da Esfera. E, ele começa a descobrir o que é a Energia-Espelho.

Quando nós trabalhávamos em magia branca, nós dirigíamos a energia segundo a nossa boa vontade. Segundo a nossa boa intenção. Segundo o nosso esquema de construção de consciência. Então, o indivíduo enviava energia para a avó dele, que estava no hospital; enviava energia para o grupo, que tinha uma dificuldade; enviava energia para ali, enviava energia para acolá... Quer dizer, o indivíduo endereçava a energia. Como se a energia não soubesse para onde vai... O indivíduo endereçava a energia. E, ao endereçar a energia, apenas subcorrentes da energia são lançadas. Isto é, a energia que responde à intenção humana consciente. Porque, a Energia Cósmica Superior não responde à intenção humana consciente. Responde ao Vazio Sagrado. À Shekhina. Ao Sacrário.

Quando vocês estudam a estrutura de um Templo, há uma série de coisas fantásticas. Mas chega ao Sacrário... e já não se diz nada... Quando se abre o Sacrário, no rito católico, as pessoas ajoelham-se. Porquê? Porque aquilo ali, já não diz respeito ao nível humano de consciência. Essa Energia Superior só actua, através de uma Aura-Espelho. Através de um Estado-Espelho.

Para que um ser se aproximasse desse ponto, no qual o Ser-Espelho emerge, ele usou o Bem como um referencial. E, enquanto ele usou o bem como um referencial, ele evoluiu muito. E, enquanto ele consciencializou o bem, e ambicionou o bem, e se fascinou pelo bem, ele evoluiu muito.

Neste momento, os servidores como um todo, necessitam de se transladar para uma Nova Vibração. Não o fascínio do bem. É evidente que, se eu saio dessa vibração para baixo, eu tenho que usar de novo o fascínio do bem. Instantaneamente. Porque, essa é a forma de estar próximo da Porta. Aqui, é necessário que o indivíduo reconstitua o Vácuo Cósmico, no qual ele é um Espaço Sagrado. E não alguém que busca o bem. E, quando o ser supera o fascínio do bem, ele está em condições de ser visitado pela Mãe Divina, pelas Energias Cósmicas Superiores. É a última mácula! É o último coágulo! É a última cortina que separa o indivíduo de ser a própria Cruz! E não de ficar a olhar para Ela! E esta Energia de um Ser-Espelho, e a formação de um Ser-Espelho, como vocês podem perceber, é uma coisa muito profunda!... Se vocês ouvem a expressão, “deixar o fascínio do bem”, com os ouvidos mentais, nós entramos em conflito com isto. Isto tem que ser ouvido lá no Secreto, no Profundo!... Ouve o teu coração! Tu sabes que o teu coração não está fascinado pelo bem. Ele é o próprio Bem! É outra articulação psicológica. É outro jogo psicológico.

Os Servidores estão convidados a SER O BEM!...

E, não mais a procurar e a se fascinar pelo bem. E para eu ser o bem, o meu ego tem que cair no chão, como um trapo usado! E já está a cair!... E, então, tu podes ser despido desta última fascinação e começar a conhecer o Estado Imaculado! Começar a absorver o Estado Imaculado! Imaculado e Espelho é a mesma coisa. Um Ser-Espelho começa onde terminam os magos brancos. Um mago branco sempre tem uma opinião acerca do que fazer com a energia. Ele sempre dirige a energia para algum lado. O trabalho é o ser chegar ao branco e, no branco, renunciar ao fascínio do bem. Nesse momento, ele entra em Merkabah. Ele entra em Vibração Cristal. A carruagem de Fogo é Cristal. Não é Branca. A energia da Merkabah é cristalina, não é branca. Este Estado Cristalino pode ser chamado o Supremo Bem. O bem que resulta, não de o indivíduo procurar, porque aí também resulta um bem, mas o Bem que resulta de o indivíduo se Consagrar. Mas esta Suprema Realidade já está disponível para os seres que vão viver a transição.

A Hierarquia, à escala mundial, que rege a formação de um Ser-Espelho, é Maria. Maria é um ser, que se encontra dirigindo a Base Cósmica de ERKS, na Argentina. A base de ERKS tem a função de trazer o Cosmos à Terra, através do homem. Portanto, ela rege as Iniciações. Porque, Mirna Jad e Lis têm a função de levar o homem ao Céu. Mas ERKS e outros Centros, têm a função de trazer o Céu para dentro da Terra, através do homem. É uma Energia complementar.

Esta Base, que é uma base muito conhecida na Argentina, esta base situada na região de Córdoba, é um dos principais hangares interdimensionais, que serão postos em movimento, caso a operação de resgate tenha que ser dinamizada. Como vocês sabem, neste momento, há três cenários abertos para a humanidade. Tudo pode acontecer. Mas, se o pior acontecer, o cenário da operação resgate é posto em movimento. E essa base é uma das principais no mundo, onde estão organizados os saltos quânticos pilotados a que antigamente se chamavam ovnis. Estes saltos quânticos pilotados, estes campos interdimensionais pilotados, grande parte deles encontra-se estabilizada na base de ERKS.

No centro de ERKS encontra-se o Templo da Esfera. A Regente do Templo da Esfera é Maria. Ou, se quiserem o nome Cósmico dela: Thaykhuma. Thaykhuma! Entre outros nomes. E, esta Hierarquia Cósmica tem como tarefa activar a função Espelho nos servidores encarnados. É mesmo uma Imaculada Concepção. Isto é que é A Imaculada Concepção! É o indivíduo conseguir criar, a partir de uma fusão da vontade humana com a Vontade Central. Com o Ordenador Planetário Central.

Três coisas, três aspectos são essenciais para a emergência da Consciência-Espelho e da Energia-Espelho em vocês. Em todos nós.

Uma é o indivíduo renunciar à fascinação do bem. Como vocês já repararam não é fácil! Há uma espécie de rejeição. Há uma reacção em certos aspectos do nosso ser. Outra é o indivíduo não tirar a consciência do coração. Dia e noite. É ele ter este compasso, este equilíbrio com o coração. É ele fazer um pacto com o seu próprio coração: Eu dou-te consciência, tu dás-me Amor. É um pacto. E a consciência, como vocês sabem, é uma lupa. Por onde ela passa, ela amplifica. Então, este despertar do Ser-Espelho depende profundamente do coração. Porque só o coração, lá no nível profundo, contém a frequência de Amor que liberta o indivíduo destas últimas fascinações. Porque - e isto é um ponto importante - nós estamos a chegar a um momento na evolução da Consciência Planetária, em que devemos aprender, em que é proposto aprender a equivaler em nós Supremo Amor com Vácuo! Isto é, só um ser que conhece esse Supremo Amor, de nada querer para si e de se dilatar até incluir nele todo o problema planetário, só um ser que chegou a este ponto, é que se permitirá entrar nesse Vazio Sagrado, que é imediatamente habitado pela presença EU SOU e pela Energia de MARIA. Isto é, o indivíduo precisa de entrar no Voto Espiritual que ele traz consigo, desde antes da encarnação. Ele tem que entrar aí, como quem entra num túnel para dentro e para baixo. Num Túnel de Interioridade. É preciso uma Nova Consciência Monástica, para que o indivíduo consiga recuperar a Consciência desse Voto Espiritual que o trouxe aqui. E, depois desta Consciência Monástica estar bem forte em ti e o indivíduo sentir esse voto, então ele pode viver o Vazio. Porque antes disso, o Vazio soa-lhe a diminuição. A sacrifício de alguma coisa. Só depois de tu contactares o poder do Voto que está lá no Centro, essa Força, essa Coisa Sólida, só depois de tu contactares isso dentro de ti, que não é nada, nada vago, é totalmente pragmático, só depois de tu contactares isso, lá no Centro do teu ser, no fundo do teu ser, só quando tu entras nisso, é que tu podes compreender, como é que se chega a esse Vazio. É que eu posso começar a me relacionar com o Vazio.

Este Vazio é Pleno do mais Alto Amor! E, aí, então, tu começas a compreender o que já és desde a Eternidade. É quando o indivíduo chega ao que ele já é desde a Eternidade, que está lá por trás, a última água, a Água do Fundo, quando ele bebe dessa Água do fundo do seu Ser, ele Vê Quem ele É desde a Eternidade! E, aí, forma-se a Aura-Espelho. A Aura que Espelha sem distorcer. Vocês percebem, que a palavra “espelho” , ou “reflector”, tem a ver com a não distorção, da Força que desce.

E, quando esta Aura Cristalina, este Tetraedro, esta Estrela-de-David Cristalina, se começa a formar em torno de ti, este cisne estrutural começa a emergir em ti, este cisne oculto começa a emergir em ti, então, tu sentes as asas e tudo é possível...

Quando isto começa a ser formado, quando este cisne começa a ser estabilizado em torno de ti, tu és ligado ao Templo da Esfera, em ERKS. Esse ERKS que forma os Seres-Espelho. E Maria é regente do Templo da Esfera.

O que é a Esfera?

Esta Esfera é a contraparte antimaterial da Terra.

Leis muito internas dizem, que para cada partícula emanada pelo Pai, é emanada uma contrapartícula que permanece perfeita na Eternidade.

A partícula, por exemplo um átomo, ela tem uma história. Tem uma curva de vida e deverá cumprir a Luz que está aprisionada no seu centro, no chamado núcleo do átomo; deverá libertar essa Luz, dentro do tempo de milhões e milhões de anos, que é a vida de um átomo. E esta partícula, ela é ejectada no tempo. Ela existe no tempo. Tanto assim, que os electrões percorrem o espaço em torno do centro e para isso usam o tempo. O tempo é uma constante inalienável do movimento.

Mas quando o Pai constrói um mundo para evoluir, Ele constrói um antimundo, uma contrapartícula de cada coisa que Ele criou e que se mantém na Eternidade. E o combustível Cósmico é a tensão entre partícula e antipartícula. Entre matéria e antimatéria. Entre objectivado e guardado no Eterno. Na Mente Divina.

Isto significa, que o teu globo ocular direito tem um globo ocular direito irmão, nos planos Cósmicos na Mente Divina! Isto significa, que os teus pulmões têm uma contraparte exactamente igual na Mente Divina! Isto significa, que a tua identidade social tem uma contraidentidade Cósmica, um duplo eterno, na Mente Divina! Isto significa, que a tua consciência tridimensional tem uma contraparte Cósmica, na Mente Divina!

O interface entre a Terra Evolutiva e essa Terra Eterna encontra-se no Templo da Esfera. Nesse Templo da Esfera é mantida a ligação entre Evolução e Inalterância.

E o que te separa, hoje, aqui, nesta sala, da Eternidade é uma membrana. Entre Tempo e Eternidade há uma membrana, que é mantida por esses Grandes Hierofantes do Planeta e que tem graus de opacidade e de translucidez. Dentro do Sacrário, é o ponto, lá, no rito católico, em que não há membrana. Não existe divisória oculta dentro do Sacrário, entre Evolução e Eternidade. Existe aquilo a que se pode chamar o Esplendor. Essa membrana, que é o tempo entre a nossa matéria evolutiva e a sua contraparte em Ouro, lá na Mente Divina, (não ouro – metal. Ouro – Vibração.), essa membrana tem graus de remoção. A Ciência Templária era uma Ciência de remoção da membrana entre o Tempo e a Evolução. E sempre que vocês encontram um Templo Regular (eu não sei onde é que eles existem neste momento), sempre que vocês encontram um Templo Regular, vocês estão a entrar em contacto com um trabalho Templário de ligação entre partícula e antipartícula. É Engenharia Cósmica ao mais Alto grau. Senão, não é um Templo.

Quando os Irmãos tiram um grau da membrana, acontecem curas instantâneas. Por exemplo, uma leucemia desaparece em duas semanas. É só remover a membrana que separa a evolução da sua contraparte, na Eternidade! Quando Eles começam a remover as membranas a sério, quando Eles começam a remover essa membrana - porque está aqui, está aqui, nesta caixa em que tu existes, a membrana está aqui!... Essa película, esse véu está aqui! E, é esse véu que separa a tua Elevação, a tua Ascensão, ou a nossa estadia nesta dimensão. É esse véu. E, quando Eles começam a remover a membrana a sério, o teu campo Merkabah começa a entrar em giro. Ou seja, o Corpo de Divindade, que está adormecido desde a Atlântida, em todos nós, ou se quiseres um termo actual, o Holóide, esse Holóide começa a entrar em giro. E, então, os envelopes de Calor Espiritual começam a ser estimulados. O Deus adormecido começa a acordar. Tudo, em graus de remoção dessa membrana.

O Templo da Esfera, em ERKS, Ele guarda a Potência da Ideia de Deus para a Terra. Ele guarda o Propósito. Ele guarda o Propósito, porque Ele é Esfera. Só porque há uma Esfera, isto é, só porque existe a condição hermética do Vácuo Sagrado, é que o Divino pode colocar, ali, a Sua contra-partícula, a Sua contra-energia, o Seu contrapeso à evolução cronológica. Este tipo de material não existe para estimular as regiões do córtex, que servem para viver nesta dimensão. Nós temos regiões do córtex, por sinal bem lubrificadas, que servem para viver nesta dimensão. O que nós estamos a descrever e no qual vocês vão entrar, não estimula as regiões do córtex, que são óptimas para esta dimensão. Estimula regiões para a transformação da Terra. Que não são, com certeza, as que o homem usa de há cinco mil anos para cá. Senão, a Terra estava transformada. São outras regiões. Anatomicamente, elas estão no lóbulo frontal direito. Na região à frente do cérebro. Na região que está ligada à telepatia Superior. À telepatia Cósmica Superior. É nesta região, aqui à frente, que se encontra a maior concentração de sílica, que vocês bebem na água mineral, por exemplo. Essa concentração de sílica, aqui à frente, funciona como um transdutor de Luz-Informação para dentro da consciência cerebral. Como nós passamos o tempo aqui atrás, que é onde estão as funções reptilianas e as funções da agressividade e da competição, não chegamos aqui, à frente. Então, têm que surgir estes Encontros de Belém, para começar a estimular o que vocês são no nível Cósmico!

Esse Templo da Esfera contém o mais Alto Vácuo presente na Terra. Isto significa a mais Alta Invocação presente na Terra. E, quando tu estás no hermético, quando tu estás nesse silêncio central e consegues superar a fascinação do bem, quando tu consegues chegar a esse ponto e desistes do bem, a Luz pode emergir.

Donde que o Ser-Espelho, ele não tem cor, ele não tem tonalidade, ele não tem Raio... Ele não tem Raio, não tem tonalidade, não tem... Ele está aprendendo algo, completamente precioso nos nossos tempos. E, é pelo Silêncio, que a tua Aura pode reflectir a Nova Civilização e produzir disparos fotónicos saturados de informação Espiritual, para dentro do campo cognitivo do teu irmão. Isto é o oposto da argumentação espiritualista. Ou da argumentação espiritual. Trata-se de receber a Água que vem do Alto e reflecti-la completamente Cristalina. Pode acontecer que tu fales, pode acontecer que tu não fales. Não sei. Mas essa reflexão, tu sabes que acontece, porque tu estás no Vazio Hermético. Tu és uma pequena Esfera. E, é porque tu és uma pequena Esfera (e aqui, nós aproximamo-nos do mistério do coração), é porque tu és uma pequena Esfera, que podes funcionar como o próximo elo. A próxima etapa. O próximo nível de ajuda à Terra.

Quando esta Aura é activada em ti, o que acontece com o Ser-Espelho, é que ele é usado como um instrumento de remoção da membrana, entre o Tempo e a Eternidade, nos ambientes em que ele se encontra. Isto é, tu nem sabes como, mas vais sendo colocado nos ambientes que já podem receber um grau de remoção dessa membrana. E, uma das primeiras características do Ser-Espelho é a Cura! É que, a Aura que ele porta com ele, reflecte uma dimensão muito profunda da realidade: A intenção do Pai. E, tudo o que entra em contacto com aquela Aura, entra num processo de Cura.

Um dos Seres-Espelho mais conhecido, Padre Pio, ele era um Ser-Espelho e era, simultaneamente, um Curador Cósmico. E, se vocês lerem a biografia de Padre Pio, vocês vêem todo o processo. Até mesmo o momento, em que ele tem que renunciar às ideias que tinha acerca do bem e do mal. Até mesmo essa crise está lá escrita na biografia de Padre Pio. E, o que acontece, é que o campo vibratório dele era tão espelhante do Eterno e da Nova Civilização, da qual ele às vezes falava, entrelinhas, a Aura dele era tão espelhante, que ele já nem precisava de entrar em contacto com as pessoas. Ele vivia numa cela e traziam-lhe uma fotografia e, bastava ele olhar para a fotografia de uma pessoa que estava doente nos Estados Unidos (ele estava em Itália) e a cura acontecia instantaneamente, à distância! Assim que ele tomava consciência que havia um ser em desarmonia, a fotografia era usada como um link, como um endereçador e, aquele estado que não admitia distorção, era transportado, holograficamente, para a cama do paciente, no hospital em Nova Iorque. A Aura dele ia até lá. Não precisava ir o Padre Pio. Ia só a Aura. E Aura ia, instalava-se em torno e acontecia a remoção da distorção.

Portanto, este Novo Estado, para o qual vocês estão sendo chamados, este Novo Estado para o qual nós estamos a ser chamados, ele pede três coisas:

Uma renúncia ao fascínio do bem.

Uma concentração no coração.

Uma constante consciência de que tu és um Coração. Que tu és Unidade! Que tu és UNO com a Vida em ti, nos outros... Que tu és UM!

Uma Consciência extremamente precisa, em termos de foco.

Os próximos anos, são anos de portal, para todos nós! Não são anos de caminhada. São anos de portal. Caminhada foram os últimos dois mil anos... os próximos anos, são anos de portal! Isto significa que há três coisas, sem as quais nós não podemos viver mais: Esse foco cirúrgico, na Vibração exacta que chega até ti. O que é foco? Foco significa o indivíduo, realmente, lançar dele um laser que ilumina a descida da Luz. Com a mais alta precisão que nós possamos encontrar. Nós estamos numa época de precisão. Não numa época de deslumbramento. Isto é, a humanidade inteira vai descobrir o deslumbramento em que nós temos andado. Então, tu tens que passar para o nível seguinte. Isso implica foco. Concentração Psíquica no Coração! E ser capaz de ir além da ideia e da auto-imagem de que nós estamos a fazer o bem. Ou um bem. Ir além disso.

Alguns seres do trabalho estão a começar a ter experiências, nas quais eles têm que se sentar e ficar praticamente imóveis. Isto é, se eles movem um braço, a experiência pára. Capilares luminosos estão a ser ligados ao corpo e ao corpo etérico. E, esses capilares luminosos são como uma rede muito subtil, que começa a ligar-se ao teu corpo etérico. E, na proporção em que vai entrando, as energias de fricção vão sendo removidas. E, aquilo que nós estudámos nos outros encontros ao qual se chamou “imperil”, que são cristais de energia de fricção acumulados no sistema nervoso, esses pequeninos cristais vermelhos, que te colocam num estado de irratibilidade constante e fazem com que a pessoa precise de produzir mais acção e movimento do que aquilo que é o essencial, quando essas redes são ligadas, quando tu és ligado à rede de Energia do teu Eu Superior, o ser sente uma necessidade de nada. Uma necessidade de uma quietude total. É como se um núcleo, muito concentrado de Luz e consciência, dominasse a mente e o coração. Estes seres percebem que, se eles se movem, pára! Se eles fazem alguma coisa demasiado agitada, pára! A nossa percepção é de que esta experiência vai aumentar para muitos de nós, para todos aqui, à medida que o trabalho avança. Porque isso diz respeito ao super controle, que é exercido pela Mónada sobre o corpo etérico, tentando limpar, esvaziar materiais, ondas que nós trazemos agregadas.

E outra coisa que é descrita pelas pessoas que estão a ter essa experiência, aqui no trabalho, é que elas sentem, que todos os seus processos afectivos, toda a sua dor emocional ou alegria, todo o seu processo passional, as carências, a lua delas - falando em termos astrológicos - tudo isso desaparece. É, exactamente, como se o corpo emocional delas tivesse sido removido e tivesse entrado, ali, outro corpo emocional paralelo. Estes momentos de imobilização Sagrada, que são involuntários, estão a começar a descer sobre as pessoas na Terra. Sempre aconteceu isto, num certo grau. Agora está a multiplicar-se.

E, Eles vêem para nos ajudar a compreender, que basta um toque do Pai e, tudo o que tu sofres, não existe mais! E vêem para testar, até que ponto, é que a pessoa consegue viver sem rejeitar essa Vibração! Sem ter saudades, de novo, das suas dores e dos seus conflitos! Isto é, vêem para ver se ele aceita a PAZ!

Então, eu gostaria de terminar o Encontro, deixando claro, que um dos principais obstáculos ao trabalho, hoje, para que tu possas assumir essa Nova Etapa, é o Ser aceitar a Paz que já lhe está a ser transmitida! Receber a Paz! Porque, nós aceitamos muita coisa, mas quando a Paz chega, os restos do ego revoltam-se. Uma das condições essenciais é o indivíduo Aceitar a Paz! Aceitar a Paz! Aceitar que a Paz entre e fique!

Nós temos estado com a nossa canoa no rio, mas agora chegámos ao Mar!

That was the river, this is the sea!

E o Mar implica que eu consiga realmente abrir o meu corpo astral em par, sabes, como uma rosa, e comece a beber o que eu já sou nos Planos Profundos. Beber de mim. O indivíduo começar a beber de si.

Vocês sentem esta frase? - B e b e r d e s i!...


Conferência por André
Belém, 26 de Abril de 2002

(Transcrição por Emília Simões)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites