Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Os 5 Raios Superiores. Amor-Desapaixonamento. Maria-Comando Ashtar. Templo da Esfera

À medida que o grupo de serviço, à escala mundial, se vai revelando e que vocês vão sendo atraídos para o posto auto eleito antes de adquirirem expressão nesta dimensão, as funções maiores do vosso ser que até agora têm permanecido veladas, podem ser activadas.

À medida que esse grupo se exprime e vai assumindo o seu posto, entramos na fase de reconhecimento directo do nosso nível de luz/vida, começamos a aprofundar a consciência dentro de uma esfera do ser que é como uma lente de alta qualidade mas onde a luz tem estado adormecida.

O nível espiritual é o plano onde é construído o corpo de luz. Desde a queda da Atlântida, um dos aspectos dessa queda foi o adormecimento do corpo de luz e isso gerou uma situação em que espírito e substância se afastaram profundamente e nós estamos entrando na etapa em que esse veículo está a ser de novo estimulado.

Purificação é trazer de novo o ser ao ponto em que ele recebe o máximo de energia que ele é. Purificação é a etapa em que o ser aprende a se libertar do que ele não é e em que uma consciência central benigna começa a ditar a fórmula energética que corresponde à verdadeira natureza do seu ser.

Purificação é optimização da personalidade, é o processo de ascese no qual a personalidade aceita ser tomada por uma esfera de luz superior e ser instrumento de uma consciência superior.

Para que um ser possa começar a ficar ciente do que ele é e possa começar a sair do contínuo da mente colectiva, ele deve ter claro o que significa Liberdade, Ascensão, Transformação, precisa de sair da ilusão de que ele evolui espiritualmente, o que ele evolui são os corpos dele, não ele.

Se um ser começa a receber estas ondas de energia superior que estão começando a ser doadas à humanidade inteira e se ele não tem consciência do ponto central onde ele é uno com o Divino, ele vai-se fascinar pela luz dos seus próprios corpos, pelo amor que é derramado no corpo astral, pela vitalidade e pelo magnetismo da sua mente, ele vai-se apaixonar por si próprio.

É essencial que para receber estes 5 Raios Superiores o indivíduo compreenda que ele é uno com o Divino e que, o que quer que seja a manifestação que lhe está reservada, isso não é nada, o indivíduo precisa de se desapaixonar da sua luz. O que quer que esteja reservado para os 144000, que pertencem ao corpo executivo de Michael e que têm condições de ancorar novas leis planetárias, e que terão acesso aos 5 Raios Superiores que irão activar o corpo de luz, isto produz uma elevação expontânea na personalidade, ela é elevada uma oitava. O indivíduo deixa de sentir medo ou arrogância porque estas frequências já não atingem os seus veículos.

Hoje é apenas pedido ao indivíduo que ele se renda à luz que ele é. S. João da Cruz dizia: “Pode ser que seja muito mais importante os teus defeitos do que as tuas qualidades no momento de tu perceberes que não és nada”. É toda uma psicologia revolucionária ligada à descida do campo monádico e à ascensão da personalidade porque o indivíduo não passa o 5º plano achando que é alguma coisa, porque aí, tu paras no intuitivo.

O indivíduo é um vaso “daquilo” que vem e “isso” está-se instalando em todas as frestas compostas por uma oração verdadeira, por um autêntico receptor. A vida de oração é o processo de minar a matriz de controle. É essencial que eu conquiste esta nova psicologia em relação a mim mesmo.

“Aquilo” que vem produz glorificação e é importante que estes 144000 percebam qual é a relação com este 2º Raio, com este Amor/Sabedoria que se está derramando do Sol e penetrando em todos os interstícios afins na Terra.

A activação desse grupo de serviço passa pelo translado das suas personalidades (físico, emocional e mente) para uma nova etapa. A nossa mente vai subir uma oitava e começa a ter contacto directo com a verdade plena, no qual a mente é informada instantaneamente se uma coisa é ou não real e isto é o que o motor deste planeta está procurando criar em nós, um translado de vibração.

Para que um ser possa viver este translado, 90% do que tu és, fazes, consomes, não serve, e à medida que o translado acontece, a personalidade, cá em baixo, começa a receber o alento do espírito, um campo electromagnético vindo de cima que começa a envolver a tua personalidade.

Este campo, numa primeira fase, é extremamente frágil mas à medida que o ser confirma e ama a chegada dessa nova energia dentro dele, os Raios Superiores começam a actuar directamente nos corpos e é aqui que nós temos o ponto crucial para a formação dos servidores para a transição planetária, é que, de repente, tudo aquilo que era mítico, longínquo, improvável, torna-se facto.

Eu preciso de compreender que um ser (uma coluna de luz) que vem do Divino, vai-se convexionando progressivamente até animar este corpo, este raio vem lá do Sol central e vai passando por espelhos à escala cósmica, vai reduzindo a sua potência, ganhando qualidades de inter acção com a matéria e produz uma mónada no 2º plano etérico do plano físico cósmico e essa mónada, por sua vez, produz um raio que desce na encarnação, onde é que nós vamos pôr o EU neste diagrama sagrado, não sei.

O que tu és é esta corrente viva de amor incandescente que vem do coração das estrelas e se convexiona até soprar o seu perfume divino sobre a matéria afável e construir formas cada vez mais belas.

À medida que eu compreendo isto, que eu resolvo o mistério da minha própria encarnação e recupero a consciência original de que eu sou um prolongamento do Próprio, o sopro do meu raio sobre o hidrogénio delicado vai produzindo estas redes de resposta, à medida que eu entro nesta libertação em relação à máscara social e pessoal, aí tu começas a perceber que há muito tempo que vives acima do crânio, no 8º chacra.

Nós temos um eu sub cerebral e um eu supra cerebral, por isso é que as pessoas saem do coma a dizer coisas estranhíssimas, claro, porque durante uns tempos não há cérebro!

Esse eu supra cerebral já está a fazer entrar essas 5 radiações cósmicas mais altas. Isso ao impactar nos corpos produz vibração, como se pudéssemos comparar estes 5 Raios a 5 dedos e os nossos corpos a uma lira. Os Mistérios de Orfeu sempre andaram em torno disto. Esse divino músico que tu és usa esta divina lira que tu és (personalidade) para tocar algo e antes tocava com os 7 Raios antigos, e continuará a tocar, porque para nós, eles vão continuar a ser misteriosos, mas agora há esta nova mão que está tocando uma nova melodia totalmente enigmática e familiar.

É quando se encontra o profundamente enigmático com o profundamente familiar que tu sabes que as portas estão a abrir. É enigmático para a parte da consciência que está do lado de cá da porta e familiar para a parte que está do lado de cá da porta mas que já foi de vez em quando ao lado de lá da porta.

Então isto é enigmático e familiar ao mesmo tempo uma vez que os dois pólos estão-se a unir e Eles estão a retirar, gradualmente, a membrana que fracciona a nossa consciência entre parte desencarnada e parte encarnada.

À medida que tu recebes isto os corpos começam a ampliar a sua luz e é aqui que está o ponto crucial da formação destes novos servidores, eles precisam de nos fascinar em relação ao bem e sobretudo não se deixarem fascinar pela sua própria luz. Isto aqui é uma voltagem muito perigosa porque o indivíduo começa a receber voltagens cada vez mais fortes e ele tem que receber isso nos seus corpos, perceber a curva aguda que os seus veículos manifestaram e a não aderência dos seus antigos problemas porque eles não têm forma de aderir a uma nova substância de que tu és composto.

Trata-se de o indivíduo aceitar esta transubstanciação física, emocional e mental, ouvir a voz, e à medida que as suas energias são cumutadas, ele recebe essa “outra frequência” que te dá o poder de Abençoar e este poder é um perigo. Um dos chamamentos que está no ar é que estes servidores possam receber esta nova corrente e permanecer conscientes do que eles são. Basta o indivíduo estar alinhado e as suas mãos transformam-se instantaneamente em instrumentos de cura. Para aquele que se alinha e vive essa coluna de cristal à qual ele pertence, hoje, a partir de um certo grau de alinhamento, as suas mãos transformam-se em instrumentos de cura porque não há como ligar à corrente sem transmitir a corrente.

Desde a Atlântida que estas frequências mais altas ( 5 Raios Superiores) foram recolhidas e o planeta adormeceu, abateu-se uma imensa noite, ficaram apenas activas as correntes de energia mínimas para a manutenção da evolução astral e mental.

Correntes de Vida:

A energia da cura cósmica – 8º Raio;

A energia da alegria cósmica – Ananda que é conhecida no Ocidente com o mantra Aleluia, que te põe em contacto com o 9º Raio – Alegria Cósmica;

A energia do 10º Raio – Transfiguração Cósmica – que faz cair a máscara pessoal, revela que tu és apenas uma expressão de uma energia em movimento, tu és corrente energética aglutinada.

O 11º Raio – o raio da ponte com os mundos distantes, o raio da ponte com a consciência galáctica e o

12º Raio – o raio da libertação definitiva.

Estes cinco raios têm estado adormecidos mas a noite terminou e ela termina primeiro para o grupo de serviço (144000) que precisa de ser estabilizado na recepção dos raios superiores para serem utilizados como um espelho a partir do qual irão espalhar a frequência à escala mundial.

Maria é o ser encarregado de limpar, purificar, colocar os nossos veículos na condição cristalina para receber essas energias superiores.

Estas frequência mais altas são: CURA CÓSMICA, ALEGRIA CÓSMICA, TRANSFIGURAÇÃO, PONTE PARA A NOVA TERRA, CONSCIÊNCIA GALÁCTICA e LIBERTAÇÃO, precisam que o ser esteja totalmente esquecido de si para poder receber.

É o ser ter como fulcro a Obra. Quem somos nós sem obra, sem serviço ao Cosmos?

Nós ainda não sabemos, de todo, o que é o amor! Amor é esta abertura, esta sede de ser Tudo. O amor é vasto como um deserto, é esta mansidão oceânica de saber que estamos paredes meias com a liberdade e com a eternidade e que temos um Pai/Mãe que está ali, com aquele alento nos aquecendo.

O afecto, a proximidade, o calor humano, as pontes correctamente estabelecidas entre as pessoas, o erótico, o estético, o amor do serviço ao outro, tudo isto é belíssimo mas são meios, são formas de expressão. O amor é este tremor cósmico constante que vibra em todas as coisas como se elas estivessem à beira de se desfazer e não se desfazem.

O amor é querer ficar leve para que esta personalidade possa subir a tal oitava para receber o vento.

Samana (Jesus), hoje, é simultaneamente uma entidade interdimensional e o principal comandante da operação de resgate da Terra. Ele opera nessas grandes naves mãe, nessas mercabas de resgate do planeta. Se tu olhas bem para dentro dos olhos de Jesus encontras-te a ti! Jesus ou qualquer avatar é um truque porque se tu entras nos olhos desses grandes seres começas a ficar nas estrelas, Eles eram só uma porta. Orion, Sírius brilham nos olhos de Jesus, os oceanos de fogo estão contidos no coração d’Ele.

O amor é essa lucidez de seres capaz de mergulhar num avatar e uma vez mergulhando, dá-se uma dispersão gradual de tudo o que não és tu e fica o centro pulsando.

Este processo combinado com a vontade de servir faz com que o indivíduo tenha solidez dentro dele para receber essas voltagens mais altas que são como ouro líquido. Se elas encontram um molde sólido ganham a forma dele, se encontram cera fundem a cera. Então, quando os Irmãos nos pedem para o indivíduo se desapaixonar da sua própria luz é para que, realmente, este núcleo de luz se possa fundir à origem e se a origem vier curar através de ti, ou se te põe a escrever um livro que liberta, problema dela, o indivíduo mantém-se sempre desapaixonado do que acontece.

O indivíduo desapaixona-se dos seus próprios corpos pela suprema gratidão. Isto é, tu recebes a dádiva, tomas consciência dela, ama-la, e já está mandando a dádiva embora porque cada dádiva que tu mandas embora trás agarrada mais 3, e se eu fico agarrado àquela dádiva, impeço a descida das outras 3.

Este desapaixonamento permite a ligação nos Raios Superiores de forma que quando a Alegria Oceânica desce, o indivíduo a possa receber sem se desequilibrar, que ele possa receber a transfiguração e perceber que ele é só uma radiação palpitante vinda de um raio divino e achar que isso é uma coisa razoável e que há um certo bom senso nisso. É eu poder viver a máxima vertigem e o máximo bom senso conceptual e para que tu possas viver estas combinações improváveis é preciso esse desapaixonamento elegante. É uma postura que permite que as servidoras de Maria destampem o ego, pinçem o que está podre lá dentro, aceptizem aqueles corpos e depois deitem o novo vinho.

Existe um trabalho directo entre Maria e o Comando Ashtar. Ashtar Sheran é uma emanação de Machael para funções de elevação dos mundos. Ashtar Sheran não é o arcanjo Michael. O arcanjo Michael, como qualquer arcanjo, detém o poder de eventuação, eles não detêm o poder de criação. Criação é um poder dos Filhos Paraíso, de entidades Filho criadas para criar. São criadores que cumprem a vontade divina.

Michael não é um Filho Paraíso, é um arcanjo. Isto significa que ele não tem privilégios de criação mas tem privilégios de eventuação, ele pode eventuar.

A diferença é que Criar é um acto cósmico divino superior que implica a ligação directa à totalidade da obra divina, começando desde a matéria mais obscura até aos níveis mais altos, é uma arquitectura integral que inclui todos os níveis da criação e remanejamentos desses níveis e emanação de novos quadrantes para experiências bioquímicas e de evolução genética e da consciência. Eventuar significa que um arcanjo pode fazer sair de si os seres que são prolongamentos dele para funções de acompanhar a obra divina.

Ashtar Sheran (que é bem conhecido desde 1950 quando ele começou a comunicar directamente com Eugénio Ciracusa no Monte Vesúvio em Itália e a partir daí começou a manifestar-se no Canadá, nos E.U., no Brasil) é uma eventuação de Michael e opera na 6ª dimensão. Juntamente com ele opera todo o Comando Ashtar. Eles usam o nome Ashtar porque têm como porta interdimensional/regional, Vénus e Vénus era conhecido na antiga Suméria por Ishtar.

O trabalho desse Comando consiste em operar, em paralelo, com Maria, tanto assim que no cinturão onde se dão as aparições de Maria (a norte do Equador entre 33 e 40 e tal graus de latitude norte, temos Fátima, Lurdes, Medjugorje na Yugoslávia) é onde mais vezes é feito o contacto com o Comando Ashtar.

Quando Maria, que é uma Hierofante máxima deste planeta, se apercebe de que um ser atingiu um ponto de desapaixonamento pelos seus corpos, quando ele atingiu aquela vibração, nos níveis cósmicos é feita uma convocação do Comando Ashtar e de certos laboratórios para que os corpos sejam curados integralmente, isto é, depois de eu me desapaixonar dos meus corpos, o 8º Raio entra em acção. O teu corpo astral é levado a bordo, colocado no interior de uma câmara de som e o corpo astral é renascido dentro da vibração original. Já não o que os teus átomos semente construíram mas aquilo que é o código mónada para aquele corpo astral.

A partir de 2008 esses 5 Raios começam, realmente, a chegar aos nossos corpos. É um tempo de Alegria. Nós estamos a dizer isto com a antecedência de 7 anos: “Não se fascine com a sua própria luz!”, que é para a escola ficar feita e a estrutura bem trabalhada, que é para quando os 5 Raios chegarem aos corpos, tu já estares preparado.

Quando tu percebes que te estão a colocar um véu num sonho, numa meditação, isso significa conexão com as energias de purificação em acção na Terra. Este véu é um campo de reflexão do que não vem da luz e é simultaneamente um símbolo para esse campo electromagnético que vem do Eu Superior e que está gradualmente envolvendo a personalidade.

Nós temos esta margem de 7 anos para assumir quem somos. É preciso uma enorme lucidez porque, como se disse, Eles pinção o que não pertence, aceptizam, purificam, e o máximo que nós podemos fazer é aprender a não alimentar o que já é velho e morto para nós e se eu me mantenho nesta sagrada indiferença em relação ao velho, TUDO é possível.

Então:

Não te dirijas à casa da paz como um pedinte, dirige-te como um co-criador.

Não te dirijas à taça da chama como um deslumbrado, dirige-te como um cúmplice.

Não te dirijas aos pés de Jesus como um diminuído, dirige-te como alguém que compreende o amor.

Não te dirijas ao templo para pedir, dirige-te para ser uma pedra do templo.

Não te dirijas à luz para ficar aliviado da tua consciência, dirige-te para ser queimado pela luz.

Este processo de assunção do posto é desconcertantemente simples.

Duas coisas hoje são-nos afirmadas: a 1ª é que tu estás pronto; a 2ª é que tu já começaste, já há algo feito.

Maria está extremamente activa, hoje, de tal maneira que tu podes estar um dia numa conferência algures e ela estar sentada ao teu lado, que foi o que aconteceu com James Twyman em Medjugorje em que Maria apareceu e lhe disse: “Sou Maria, a responsável pela purificação integral e pela elevação da consciência do Grupo de Serviço” e Maria passou-lhe uma imensa mensagem para o Grupo de Serviço mundial e pouco depois desapareceu, desmaterializou-se à frente dele.

Maria é portadora da cura dos corpos da humanidade e o material que James Twyman escreveu a partir do contacto com este ser encontra-se no livro “O Segredo do Discípulo Bem Amado”.

Por detrás destas páginas está, obviamente, a acção do centro intraterreno de Fátima.

Lis inspira a instrução da humanidade inteira, ele tem 7 portas na Terra: uma em Lurdes, a outra a 40km de Fátima, outra na Ilha de Iona na Irlanda, onde S. Columba fundou os seus mosteiros.

James Twyman começa exactamente na Ilha de Iona com o contacto com uma representante de Lis.

Este livro cruza-se de uma forma muito interessante com o nosso trabalho.

Não há nada mais belo do que tu poderes pisar um território novo, funcionares com essa ousadia e ao mesmo tempo saberes que cada passo que tu dás é uma mão invisível que ficou estendida para todas as pessoas que estão a despertar neste planeta. Não há nada mais belo que penetrar no futuro e viver de novo.

Apontamentos da Conferência por André

Belém, 3 de Maio de 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites