Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sábado, 24 de setembro de 2011

Série Reflexões II


LADO B:


· A SOLUÇÃO PARA O LIVRE ARBÍTRIO

· MIZ TLI TLAN E OS MENSAGEIROS

· O TRABALHO IMPREVISTO

· A PUREZA DO ESPELHO

· NÃO VOS DEIXEIS FASCINAR

· A VERDADE ESTÁ AI



Então, se quereis construir algo, o nosso conselho é de que isso seja construído aí, aí dentro; que a vossa consciência tridimensional se abra a essa indução, essa corrente; que a vossa consciência tridimensional se abra ao Templo.

Aí que é para colocar o livre-arbítrio. É sobre esse altar interno que vais depositar o livre arbítrio. É aí que vais permitir que ele seja queimado pelo Fogo Sagrado. Porque se tentarem colocar o livre arbítrio em outros pontos, ele vai regressar sempre. Vocês vão sempre sentir necessidade de optar de forma diferente daquela que sabem que é correto optar. Então a Entrega, a Entrega do livre arbítrio se faz sobre essa pedra Sagrada, nesse Altar Interno no corpo Monádico. Só aí existe a qualidade que pode receber o livre-arbítrio e dar-vos em troca algo que é infinitamente mais Liberdade; que é infinitamente mais Libertação do que qualquer tipo de escolha tridimensional. É aí nesse Templo Interno que está depositada a Chama, a vossa Chama. É aí que deveis realizar a vossa Espiritualidade. Aí onde o mal não entra; onde o mal não tem qualquer hipótese de penetrar.

Porque esse ponto é vosso Sacrário, para usar uma expressão terrestre. É o vosso santum; e a Santidade hoje como sempre é uma tarefa. A Santidade é uma tarefa. A Santidade é um campo para lavrar; é um vestido para coser. A Santidade é uma barca para levar para outra margem, é algo extremamente prático. É algo extremamente objetivo.

Tudo aquilo que é construído fora desse templo; tudo aquilo que é construído fora da vossa consciência Monádica; tudo aquilo que é construído na mente concreta; tudo aquilo que é construído nos vossos níveis criados para fora é para ser lavado. E vai na lavagem e não mais vai voltar. Então hoje quando se fala em Arca; quando hoje se fala em Resgate; quando hoje se fala em Salvação – criai uma correta Consciência da qual é o veículo Real, qual é o real meio de transporte desse Resgate.

As Naves vem para aquele que em si é Nave. As plataformas de recolhimento de seres vem para aqueles que em si plataformas de recolhimento; a mão que se estende do alto vem para aquele que é já, no seu interior uma mão estendida para o alto. O que vai acontecer é um processo de integração de semelhantes; é um processo de contacto entre semelhantes. E semelhantes irão atrair semelhantes. É uma abertura feita no íntimo; na zona onde nada daquilo que é do mundo entrará jamais. E esse é o ponto que irá potencializar-se; quando vocês olharem e Paris desapareceu; e a vossa Londres em 5 minutos não é mais nada, quando vossa África passar a ser ondas do mar, quando Roma simplesmente não estiver mais lá. Tudo aquilo que em vós detiver forças de massa irá entrar num processo de fricção com a realidade; irá entrar num processo de rejeição violentíssima.

Tudo aquilo que em vós é emoção; tudo aquilo que em vós é mente, irá sofrer um choque muito alto. Tudo isto evidentemente é elétrico. É elétrico de um tipo de eletricidade que vossos cientistas não conhecem; mas é elétrico. Nesse momento o Peregrino é consciência em vós. E ela deverá calmamente observar o que acontece. Ela deverá calmamente ver as ondas de pânico atravessarem o seu corpo astral, atravessarem a sua mente, escoarem para a Terra. Porque o Peregrino está pronto para regressar ao seu Templo. E então, não só o Peregrino se virará para dentro a caminho do seu Templo Interno, como o Templo Interno abrirá as portas de par em par e não haverá dúvidas sobre o ponto a alcançar internamente.

Muitos seres hoje já trabalharam o seu Sentimentalismo. Muitos seres hoje sabem que Amar é algo muito mais profundo do que exibir seja que tipo de vibração for. Muitos de vós tem já laços seguros com os planos internos. Muitos de vós, são afinal, neste momento, parte de Nós. Toda a rede endócrina interna do planeta que tem sido definida para vós em termos tridimensionais – como cidades ocultas – toda esta rede de energia; todos esses Canais de Transformação, de Comunicação – estão aqui não para aqueles que são livres dos laços planetários; não para aqueles cuja consciência da casa do Pai é ativa no seu Interior. Toda essa imensa rede; todo esse trabalho é afinal, Amor. Todo esse trabalho de condução, de direcionamento, de alimentação interna é Amor.

Nós temos reparado que muitos de vós mantém uma noção justicial, uma noção de ordem e de rigor em relação, por exemplo, a MIZ TLI TLAN. Contudo uma das características internas deste grande Centro é justamente a capacidade de Cálice que ele representa. É aquilo que é vertido pelo Cosmos neste Cálice é uma frequência de Amor tão Alta, tão Sublime, tão Límpida que vós não estais preparados ainda para contatar. Amor em MIZ TLI TLAN é algo absolutamente Sagrado. É algo hermético. É algo que atrai aquilo que sente; aquilo que pode vibrar empaticamente como esse Amor. Não se trata de contatar diretamente o Amor de MIZ TLI TLAN. Trata-se sobretudo de reproduzir a escala, do cotidiano o Amor de MIZ TLI TLAN. E é porque se trata de uma reprodução, de uma reflexo, que estamos a utilizar o termo Espelho – mesmo quando tratamos de seres humanos terrestres. Cada um de vós espelhará o projeto de MIZ TLI TLAN. Cada um de vós receberá no seu Núcleo, cada um de vós receberá no seu Centro Interno a Ressonância de MIZ TLI TLAN. Cada um de vós é um mensageiro. Mas vós sois mensageiros não porque ireis falar; não porque ireis reunir pessoas. Não se alimenta dessa maneira. Vós sois mensageiros porque atomicamente MIZ TLI TLAN trabalhará através de vocês. Porque a ação de MIZ TLI TLAN e dos outros centros internos planetários trabalhará através de vocês de uma forma imprevista, de uma forma totalmente imprevista.

Hoje todos vós tendes, como sabeis, trabalhos específicos mesmo no mundo tridimensional. À luz dos Centros Internos, todo o potencial de Aquário já está trabalhando através de vossos olhos; já está agindo através de vossas mãos; já está amando através de vossos corações. E esta é a forma como muito trabalho de limpeza acontece. Há um nome, vocês estão usando um nome para esta tarefa; vocês falam em Irradiação. Quanto mais simples mas mais autênticos e mais sério for a qualidade do vosso relacionamento convosco mesmos maior é a pureza do espelho; maior é a qualidade refletora do espelho que cada um de vós é. Maior é o alcance curativo desse espelho.

Lembrai-vos que hoje o que está a acontecer, acontece por meios que ninguém no mundo tridimensional conhece. Acontece por meios que nem mesmo os seres que habitam algumas dessas cidades intraterrestres conhecem completamente. O que está a acontecer inclui Leis totalmente desconhecidas até hoje. Porque Terra nos seus níveis internos já tem muito de 4ª dimensão, essas Leis podem ser aplicadas. Então, não são seres que estão relacionados com laços; que estão presos por laços no mundo; não são estes seres que poderão falar do que está a acontecer, e inclusive falar daquilo que está acontecer, não é necessariamente o melhor caminho. Se bem que, como sabeis, falar também é parte do caminho. Mas como sabeis nas palavras, está sempre a superfície de contactos com as faixas de frequência baixas ligadas afinal ao mal.

Enquanto vós falais e quando eu falo; quando os seres são levados por forças das circunstâncias a falar, há sempre uma dose de algo que não é desejável incluído nessas comunicações e nas vossas comunicações. Então a Frequência, e Assiduidade, o Amor com que cada um de vós se relaciona consigo mesmo e com que cada um de vós se relaciona com sua Origem e com sua Essência; a verdade desse relacionamento vai ditar também a qualidade de vossa apreciação em relação a tudo o que é dito. E vai ditar também a vossa qualidade na escolha daquilo que é Real e daquilo que é ilusão num diálogo. Quanto mais sensíveis vocês são ao Amor, maior é a Sabedoria. E quanto maior é a Sabedoria mais nítido se torna a função do Conhecimento. Porque o conhecimento em si não é nada. Existem seres cruéis que tem muito Conhecimento. Portanto, como vê, o Conhecimento em si nada diz à Fonte, nada diz ao Pai. O Conhecimento tem uma função, uma função apurativa. E a qualidade dessa função é ditada pela Sabedoria cuja raiz é o Amor. Não vos aproximeis das coisas celeste; não vos aproximeis das coisas superiores senão tendes intenção de a Amar. Não vos aproximeis do caminho se não tendes intenção de Amor o objetivo desse caminho. Porque o caminho em si é apenas o Caminho. Aquilo que vos interessa não é o Caminho. Aquilo que vos interessa é o ponto de chegada. Caminho é um meio, como todos vós sabeis. Então não vos deixeis fascinar. Não vos deixeis fascinar por nenhum elemento; nem mesmo elementos que são derramados do alto. Esses elementos estão ai para vossa Alegria, para vossa Cura, para vossa Transformação Interior, para vossa Entrega. Não estão ai para seduzir. Eles não estão ai para fascinar. Quando eu falo aqui, quando eu falo em fascinar, eu estou a me referir, como sabeis, às implicações negativas desse termo.

O contato interior com aquilo que é Verdade, faz através de uma limpeza de tudo aquilo que não é Verdade. Nenhum de vós vai buscar nada a lado nenhum. A Verdade que procuram está ai. Ela esta ai. Ela está ai dentro de vocês. E ela guarda o vosso movimento de Pureza. A Verdade que procuram não é uma coisa longíngua. A Verdade que procuram não é uma coisa exótica, sideral, cósmica. Apesar dela ser sideral e cósmica. Mas antes de mais, meus queridos irmãos, ela é a coisa mais familiar a todos vós. Ela é a vossa própria noção da realidade. Ela é a vossa própria experiência de que sois. Ela é o vosso Ser. Não há aqui espaço nenhum para escalas, para padrões, para medidas. À medida que vocês penetram a qualidade do que são, a medida que vocês penetram a qualidade dessa imensa jóia, desse milagre cósmico que é vossa existência, que é vossa Essência, à medida que vocês entram no núcleo da Semente, a Semente vai sorrir-vos bem lá no fundo. E esse sorriso é a Verdade. Esse sorriso é o Amor, esse sorriso é o Pai, e o Pai dizendo com toda clareza: “Olá, bem vindo a casa ! “

Mas este mergulho interno dever ser feito, ele tem que ser feito. E este mergulho interno pode ser feito em qualquer momento. Ele não necessita de ser feito em ocasiões especialmente apropriadas, ou ocasiões a qual em relação à qual a vossa mente tridimensional é mais facilmente polarizada no plano interno. Este contato com o Pai, com o Pai que vive em vós, pode ser feito quando estamos a lavar a louça; pode ser feito quanto estamos a tratar do jardim; pode ser feito quando estamos calmamente à espera de alguma coisa externa.

Tanto mais, meus irmãos, que hoje, dá 3 anos para cá os vossos Eus Superiores receberam um tal impulso – a onda de que todas as comunicações atualmente vos falam. E esse impulso produziu uma expansão em tudo aquilo que é interno, tudo aquilo que é interno na humanidade. É por isso, é por isso, que tudo isto se parece, se torna muito claro para vós. É por isso que este caminho é tão nítido para vós. É por isso que hoje cada vez menos vocês concebem a idéia de que as coisas não são assim. É por isso que vossa mente concreta, ela mesma, se está adaptado ritmicamente, lentamente essas novas realidades. Então, o sorriso do Pai está cada vez mais próximo. E está cada vez mais ativo, despertai para ele. Despertai para ele porque quanto mais aberta for a vossa consciência ao Alto mais o Alto é presente na Terra.

Estabilizado Por André Louro de Almeida    14/10/1991

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites