Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sábado, 24 de setembro de 2011

Série Reflexões IV


LADO B:


· TEMPO DE CLAREZA

· OS PROBLEMASSÃO EXTERNOS

· O BEM REAL

· ‘SER’ O BEM

· LUTAS NOS CORPOS

· TRABALHAR COM A REALIDADE

· VIVER O PROGRAMA INTERNO



Confiai na vossa Essência. Confiai nela para resolver todos os vossos conflitos. Hoje é tempo de manter uma linha definida entre a vossa real morada e aquilo que não vos diz mais respeito. É tempo de ganhar uma clara apreciação daquilo que não é. Vocês sabem que o que está para fora, no exterior, tudo aquilo que está prá fora dessa linha não vos diz mais respeito, não tem mais nada a ver convosco. Vocês sabem isso. E isso, isso que surge nos veículos e que nada mais tem a ver convosco pode ser uma doença física grave, dolorosa mesmo, do vosso corpo físico. Pode ser uma recordação de infância difícil, pode ser um intrincado problema intelectual. Nada disso – físico, emocional, mental – nada disso tem mais nada a ver convosco, acabou. Vocês não vão curar essas coisas por se relacionarem obsessivamente com elas. A cura dessas coisas começa quando vocês se desidentificam delas. Então vocês criam o espaço para que o Ser Interior se manifeste. De fato, é vossa atenção sobre elas que as mantém vivas atualmente. É vossa consciência prisioneira desses traumas que acaba por potencializá-las. Acabou. Isso é para ser lavado, é pra ser lavado; é pra ficar limpo. Isso vai ser lavado por seres especializados pra ser resolvido no outros pontos do Universo ou simplesmente vai ser queimado por Energias que vocês ainda não conhecem, mas que existem. E ai será resolvido. Não aqui nesta Terra. Não no futuro planeta Jardim. Não no futuro planeta Sagrado. Não no futuro planeta Jardim. Vocês devem observar estes problemas físicos, emocionais e mentais que vos acontecem, como algo que já não tem nada a ver convosco, como algo que já não diz mais respeito a vossa natureza – como algo que se passa na paisagem lá fora - como algo que faz parte da paisagem, do ambiente. É algo que acontece fora de casa. É algo que já não conecta com vosso estado real. Enquanto vocês reagirem aos problemas, por exemplo intelectuais, que surgem na vossa mente, vocês estão a interagir com eles. E interagindo com eles vocês estão a vivificá-los; vocês estão cedendo o vosso poder de dar Vida a essas coisas. Dar Vida é uma característica do ser cósmico, que sois. Ele recebe vida e automaticamente dá a vida que recebe. Porque gastar essa Energia em traumas históricas ultrapassados. Porque?

É assim que a inércia se mantém. Enquanto vocês interagirem, enquanto vocês se identificarem com vossas situações tridimensionais vocês estão enfraquecendo a Corrente Superior que vem dos níveis Superiores do vosso Ser. Já foi claramente dito que não podeis servir a dois senhores. Então eles aí, perfeitamente definidos, nítidos. E vocês sabem agora o que são e por quem são. É para dentro que se encontra a realidade. É no profundo de vós mesmos. Isso não é vago. É experimental. Não é vago porque quando vocês dão um passo, tudo fica claro prá vocês. Quando renunciam a resolver as problemas complexos, intelectuais, por exemplo, que surgem; quando vocês renunciam a resolver os laços, os nós emocionais e deixam estar ali e não lhes ligam muita importância. Quando vocês renunciam a lutar contra a dor física, por exemplo, vocês vêem que tudo fica mais claro. E simultaneamente apercebem-se de que mesmo nesses veículos tudo ficam mais livre, mais são, vocês vêem isso.

Este é o final de um ciclo, então, tudo vai surgir nos vossos veículos agora, tudo vai aparecer. Mas não vos diz mais respeito. Pode surgir na mente, por exemplo, o mais complexo panorama de luta entre o Bem e o Mal; uma luta Titânica que aparece na vossa mente. E vocês julgam que aquilo é importante para vocês. Vocês julgam que isso é uma prova espiritual no sentido em que julgam que essa luta é algo no qual vocês tem que tomar o partido do Bem, nessa luta mental. Vocês julgam que é importante espiritualmente prá vocês tomar partido nessa luta mental. Nada disso !!!

Isso é de fato uma prova. É uma prova. Mas não no sentido de tomar partido pelo Bem, nessa luta mental. O que vocês têm a fazer é não tomar partido, não tomar partido nenhum. Não se identificarem com essa luta, simplesmente. Porque quando vocês tomam o partido do Bem, nessa luta mental, vocês estão a destacar-se do Bem que são. Aquele que É, não toma partido por aquilo que É. Ele simplesmente É. E essa característica de ser, essa condição de ser o Bem, é que pode vencer. Ele não vence por tomar partido. Ele vence, sendo. O Bem que vocês são, é que vence. Não é o fato de optarem pelo Bem. Essa situação de ter de optar enfraquece aquilo que vocês são. Aquele que É não opta. Ele É. Aquele que é o Bem não opta. Essa situação de optar está ultrapassada para sua consciência.

Se vocês já se consciencializaram que são o Bem, então consciencializem que nada têm a optar. Vocês não vem que quando caem no plano da opção, estão automaticamente a se deslocar para fora do Bem Real. Vocês estão automaticamente se desidentificar com do Bem Real. Estão a serem enfraquecidos.

Optarem pelo Bem, estão a buscar o Bem como se ele fosse outra coisa, que não vós mesmos.E aí que está o erro. Portanto, quando vocês procuram o Bem, por optarem pelo bem, vocês passam a estar num ponto de consciência que é permeável às forças involutivas porque vocês estão a optar por uma coisa que já São. É assim que essa luta mental tem exaurido a Energia de alguns de vós.

Não vêm que porque vocês são o Bem, a situação de optar não se põe. Não vêm que o Bem não é algo que vocês tem que se identificar. O Bem é algo que vocês São, é aquilo que vocês São. É aquilo que vocês sempre foram. Vocês vêm isto.

Esse quadro de opção, essa luta na vossa mente, é um esquema tecido pelas forças involutivas para vos obrigar a moverem-se do ponto de consciência Que não luta. Vós sois o Bem. Vós não necessitais mais de optar. É simples. Nessa luta mental, o mal consiste em dar validade à luta. A luta em si é um mal. Vocês ficam a olhar para essa luta mental e vem que o mal está na luta em si. O mal está em pretender identificar-se com o plano mental, ao ponto de tomar partido na luta.

E vocês estão deslocando-se para fora, Estão perdendo contato com o Bem Real e passam a estar na vertigem, passam a entrar na vertigem do Bem Mental, fazendo afinal, o jogo das forças involutivas. Vocês ficam a olhar para essa luta e vem que isso nada vos diz. Vocês não precisam tomar o partido do Bem. Porque vocês são o Bem. Vocês são tentados a saltar para a arena do hábitos mentais e tomar o partido do Bem. Mas vocês não respondem à essa tentação. Vocês sabem o que São e simplesmente São. Vocês não lutam pelo Bem, vocês são o Bem. E essa condição Cósmica Real extingue a luta.

Essa é a vitória da realidade sobre a ilusão. As forças involutivas querem que vocês se identifiquem com o Bem Mental, obrigando a vos ocupar um ponto em que não são um Bem, e o procuram. Mas para vocês já não é um caso de identificação, não é um caso de querer ser, não é um caso de procura, é um caso de Ser. Vocês não se identificam com o Bem. Vocês são o Bem. Vocês observam a Luta mental, o Bem Mental lutando contra o mal e não se identificam com nada nessa luta. Já nada tem a haver com isso. Vocês já entregaram o que tinham a entregar à vossa Essência. Que nada vos convença do contrário. Vocês já entregaram a espada à vossa Essência. Vocês podem ficar em Paz, chegou o tempo da Paz. Não lutem pelo Bem. Essa posição é fraca. Sejam o Bem essa posição é forte.

No atual panorama planetário, ser o Bem é posição correta e a forma Real através da qual o Bem vence. Entreguem a espada à Essência, entreguem tudo o que são à vossa Essência. Mas isso é feito para dentro, não para fora. Quando entregam tudo isso a vossa Essência, a única coisa que vai surgir na vossa vida é Amor-Sabedoria. Ele vai surgir de sete maneiras diferentes, em sete tipos de indivíduos diferentes. Mas é Amor-Sabedoria.

Quando essas lutas surgem nos vossos veículos, vocês sabem o que é uma luta no veículo. Vocês não caem na armadilha de ir a correr, travar a luta, porque vocês vão ver que estão a ser atraídos para fora do Centro. Para fora do ponto de Equilíbrio Para fora do Templo. Vocês vêm que estão a ser atraídos para fora, porque esta é a função dessa luta. É levá-los a se identificarem com um dos oponentes, Mas a luta em si é que o mal, a luta em si é que o erro, O fato da luta aparecer na mente é que é o elemento tentador. A própria luta, incluindo ai o Bem Mental e o Mal. Vocês vêm claramente que é uma luta de veículo, é uma luta que se passa no veículo mental, logo o Bem que vocês vêm nesse veículo mental, nessa luta mental, não pode ser o Bem Real. É uma projeção, é uma imagem, é uma imagem manipulada pelas forças involutivas, que vão buscar aos vossos arquivos, as vossas idéias morais do Bem e do Mal. E põe esse mecanismo em funcionamento para vos atrair para fora. Mas vocês estão a trabalhar com Energia, vocês estão a trabalhar com a Realidade. Se a luta acontece na mente vocês vem claramente que não é o Bem Real que esta em questão. E o que este mundo precisa, é do Bem Real. É daquilo que vocês são. Portanto, sede Humildes, sede Diretos, pois já tendes maturidade para isso. Entregai a espada à Essência.

O que, que vale é você conscientizar que vocês sois o Bem. Nesse momento a luta é vencida sem haver sequer combate. E este é o sentido profundo da não-violência interna. Essas lutas mentais não vós dizem respeito mais. Isso é uma coisa filosófica, psíquica, uma coisa antalógica, uma coisa que pertence a uma visão estrutural do universo, mas vocês já não têm mais nada a ver com essas coisas, porque vocês já estão vivendo o universo. Vocês não estão a viver representações do universo, não estão a viver nenhum drama, vocês não estão a viver nada psicológico, nada mental. A vossa consciência fixou-se definitivamente num ponto onde a luta já não é necessária. No ponto do ser. Então, vocês já não se deixam atrair para fora desse ponto. Esse ponto é a Verdade, vocês vivem isso. Por mais luminosa, por mais heróica que vos pareça a tentação de aderir a essa luta mental, essa luta já não vos diz mais respeito. É um estado ultrapassado. A vossa tarefa agora é estar na entrada do Templo, cuidando da entrada, e Irradiar a Energia do Templo, é só isso.

Meus irmãos, lembrai-vos, aquele que sabe o que é o Bem, aquele que sabe aquilo que ele é, e o Bem são uma única coisa, sabe também que tudo que se aproxima para leva-lo a identificar-se com o Bem é algo mental. É algo que vem do passado. É algo que vem para tentar repetir uma fase de identificação que ele de fato já superou. E o resultado desta re-identificação desnecessária é sempre o enfraquecimento do ponto já alcançado. Alegrai-vos. Assumi a vossa estatura. Vocês não precisam mais de defender o de procurar o Bem. Porque vocês são o Bem, porque vocês sempre foram o Bem. O Pai está em vós. Procurai o Bem, identificar-se com o Bem, como quem procura um valor, é uma atitude inicial da personalidade, é bela e útil no seu tempo, nada mais. Ser o Bem é natural condição do Eu Superior que cada um de vós É. Não é preciso lutar por coisa nenhuma. Enquanto seres cósmicos vocês amam-se a vós mesmos. E nesse Amor, amam o Bem que são.

Os atributos divinos de Amor, Sabedoria, Bem, Alegria, Ritmo, Ordem, Dignidade, Liberdade, não são características exteriores ao ser, não são qualidade que o ser adquire. Esses atributos Divinos são o Ser.

Como vós bem sabeis, sem o mal os seres existem e tem raiz. Contudo sem o Bem, a existência não é possível. Nada tem raiz. Esse movimento externo que surge para vos atrair para uma luta mental entre o Bem e o Mal é uma tentação produzida pelas forças involutivas e é algo que vos tenta puxar para o plano da personalidade novamente, para um plano que vocês já ultrapassaram. Vivei a condição do que sois. Vivei com Simplicidade, com Humildade, mas vivei com Alegria, com Ritmo, com Qualidade. Nada há a temer quando há Amor.

Se vocês se identificam com o Bem Mental, vocês caem no domínio de uma luta, na qual são sempre as forças involutivas que detêm o poder. Afastai mesmo essa imagem, esse reflexo do Bem Real. Porque aí é o Templo. Aí, a intensidade com que a verdade esta em vós repele tudo o que não é verdade. Os Conselhos hoje trabalham continuamente. Eles trabalham neste aparelho vivo que é Rede de Luz. Eles estão trabalhando com dedicação no aperfeiçoamento desse aparelho vivo de Fé, que irá permitir o resgate, que irá permitir a evacuação planetária.

Os tripulantes das naves. Os seres que vivem nas cidades intraterrestres, todos estes seres superaram há muito essa luta, superaram há muito o plano de fazer escolhas, de Optar. Eles encontraram a Realidade.

Eles vivem num estado que transforma o ambiente à volta do ser que vive nesse estado. Eles vivem num estado que intervêm em todo o ambiente, em todas as dimensões em que o ser pode manifestar-se. Então cada ser destes é uma unidade de Cura, é uma unidade de Regeneração. E hoje é o vosso desígnio, é o vosso próprio Programa Interno que vos indica que deveis começar a relacionar-vos com estes seres. Na base de uma Entrega Cósmica.

Vós sois como crianças e este seres estão estendendo as mãos para amparar os primeiros passos da criança. Eles não tem pressa. Simplesmente tem um conhecimento exato, definido dos ciclos. Então, podemos prevenir, podemos comunicar, que agora é o Tempo.

E que a melhor parte de vós se encontra atrasada em relação ao momento, em relação ao tempo, em relação à hora da evacuação. Isso não é dito para produzir em vós ansiedade. Essa vibração é algo inferior que acontece no plano astral dos vossos seres.

Isso não é dito para produzir em vós pressa, nem medo, isto é dito para vos abrir à lucidez do ritmo do que está acontecendo, é dito para vos permitir dar passos com maior consciência.

Por André Louro de Almeida             14/10/1991

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites