Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Signos do amanhecer Parte VII


                                                             GOTAS DE UMA FONTE


Transcendencia e Imanencia fundem-se na Minha Presença. Entrai e aproximai-vos do Verdadeiro e Único Calor.

1.

Vinde! Dou-vos a Minha Paz. Convido-vos ao Meu Olhar, lego-vos a Minha Consciencia.

2.

Com o advento dos Meus Dias até mesmo as flores mínimas irradiarão poder, amor e glória.

Nada, rigorosamente nada, é esquecido ou abandonado pelo Coração Radiante.

3.

Sabemos que amas a simplicidade: Que a visão dos pequenos rebentos dos pinheiros, surgindo do solo, brilhando ao amanhecer, esteja sempre contigo, pois nessa imagem está contida a lição dos Mestres.

4.

Para o Coração-Centro o Jardim é criado, e permanece.

Sobre o Coração-Estrela o Jardim é criado, e permanece.

Através do Coração -Dinamo o Jardim surge, e permanece.

No Coração Radiante o Jardim é absorvido.

5.

Vossos corpos foram pedras: Serão vento.

6.

Eu já dancei e bati palmas entre vós. Eu pulei pelos campos e vos apontei o Amor presente no exímio equilibrio dos insectos. Eu estive convosco, apontei-vos o pequeno, o insignificante, a poderosa acção das presenças frágeis e simples. Andando descalço entre vós, as Minhas lições foram borboletas esvoaçando e a àgua pura das fontes. Indiquei-vos o caminho da Entrega. Voçês conhecem-Me, Eu vos conheço.

7.

A seara é dourada pelo Sol. O Coração do Mestre enche-se de candura.

8.

Aprende a usufruir da Beleza sem te deteres. É a Arte dos Sábios.

9.

Mil vezes me perguntarás "porquê", mil vezes te direi: "não sei". E após isso os nossos Corações se fundirão na Resposta procurada.

10.

Os dias são para colorir o melhor possível!

E o que pode colorir os dias o melhor possivel?

O Coração incolor, a Consciencia transparente.

11.

Não somos poetas; Somos Núcleos de Fogo.

12.

Meus Filhos, sede correctos perante as Energias. Não necessitais de momentos especiais: andai sempre na Minha Presença, pois as energias superiores descem de acima do Tempo.

13.

Sim. Falei aos peixes. Acolhi no Meu Coração a serena presença das árvores e dos bosques. Sou um Portão Estelar. Tudo está incluido.

14.

Eu sou a Nova Nave. Samana é uma das margens sagradas para onde muitos de vós serão conduzidos.

15.

As correntes cósmicas operam por irradiação em esfera a partir de um Centro. Flor, coração, célula, íris, sol...tudo responde à mesma matriz irradiante.

16.

O amor humano pode sofrer golpes com que se secciona, pode ser cortado pela metade, pode ser dividido, tende a enfraquecer-se à medida que se dispersa em várias direcções. Ao fim de umas tantas partilhas esgota-se e empalidece. É como uma caixa com dez maçãs: alimentará dez bocas e se esvaziará.

O Amor Cósmico não pode sofrer golpes, não pode ser seccionado em metades, não pode ser dividido em porções maiores ou mais pequenas. Amplia-se à medida que se multiplicam os seus receptores. Jamais se esgota, permanece sempre o mesmo. Não diminui com a ingratidão mas aumenta com reconhecimento. Se lhe tentares tirar uma parte ele se reconstitui instantaneamente.

É uma verdadeira Fonte: Quer os seres bebam quer não a Água continua, eternamente, a fluir.

17.

Onde ides? Sois como noivas. Não vos afasteis do Palácio.

18.

O Meu Templo é vasto, ele é um oceano.

O Meu Templo acolhe no meio da noite, ele é impermeavel à geada.

O Meu Templo é um reduto para o Peregrino, sob ele pode-se escutar melhor.

O Meu Templo estabelece as mais finas ligações, conduzindo a consciencia aos mais longínquos portos.

O Meu Templo atravessa o Coração do Sol.

O Meu Templo desce até ao mais afastado dos vacilantes.

O Meu Templo imprime o novo impulso.

O Meu Templo é casa forte. Gruta Secreta. Caminho reto.

O Meu Templo oculta a verdadeira Cruz do Mundo: Ele é erguido com os fios do Coração.

O Meu Templo antecede o Coração. O Meu Manto apresenta o Coração.

O Meu Templo oculta o Coração. O Meu Manto conduz ao Coração.

O Meu templo é o véu que oculta o fogo do Coração, afastando as viboras e acolhendo as pombas.

O Meu Templo aplica o fogo do Coração Radiante.

O Meu Templo é uma tela de sensibilidade desconhecida.

Mas, sobretudo, o Meu Templo, por sua natureza, permite a invisibilidade da Obra Profunda.

19.

Em tempos um Instrutor falou do Meu Manto como uma "rede de pescar homens". A ele ficam presos aqueles que estão maduros para amar como as estrelas.

20.

A Primavera chega e o pinheiro liberta os seus pinhões ao vento. São centenas, talvez milhares. Cada um transporta uma possibilidade de vida inigualável, única, original.

Eles voam aparentemente sem destino. Alguns caem sobre rocha, outros sobre os lagos, outros sobre areia. Finalmente uns poucos chegam a terra pronta.

Portanto mergulhai o mais fundo que puderes, para que a Semente floresça em vós, para que a Celebração das cores da Vida seja completa.

21.

Quando as correntes do Céu impactam os tecidos da Terra, o Coração do Viajante Cósmico vibra com a intensidade de um sino, e a sua Alegria enche o vale!

22.

A nobreza e a dignidade são a transpiração das particulas tocadas em seu âmago pelo Fogo Solar. Os Meus Filhos são cisnes: elevam a vibração dos campos onde o Plano os coloca.

23.

Os Meus discipulos são guardiões da Chama da Compaixão.

24.

Necessidade e Abundancia estão interligados: Sois Reis. A vós vos confiamos de novo o Trono da Terra.

25.

Quando o Coração fala todo o vale se aquieta.

26.

Como se pode afirmar o Silencio, senão pelo Coração Radiante?

27.

Uma frágil e pequena flôr branca emerge por entre os blocos em ruinas. Samana envia o Seu Sinal.

28.

Disse-o também aos pássaros e aos pequenos roedores: Vivei em Glória! Aos olhos do Realizado todos estão Realizados.

29.

Ao amar o Pai o Ser realiza em si o amor do Pai. E amando o seu irmão plenifica em si o grande Circuito Vivo.

30.

Vento Solar de Inteligencia Logoica! Semeadura de Vida Superior! Baterias que geram o Futuro! Cantico do Unico, Voz Divina, perfeita e insondável, emana do Coração do Sol e penetra o centro cristalino da Terra! Desce sobre as Sagradas Campanulas de Miz Tli Tlan e anima o embrião do Tempo Novo!

31.

Os Corpos de Luz são Sinos.

32.

Os Mestres aguardam com veneração o sorriso da Criança emergente.

33.

Ontem foste tu. Hoje és uma ponte. Amanhã realizas a Eternidade que Eu sou.

34.

A gota de orvalho cai onde a aridês do solo produziu uma fenda, o Vazio.

35.

O Sábio é eterno em vós. Em verdade não existe Instrução. O que existe é Reminiscência.

36.

Com o azul violáceo Eu consagro o Novo Vale Sagrado. Em verdade Eu gero o azul violáceo do Novo Vale Sagrado. A Mim os Devas! A Mim os ritmicos modeladores! A Mim os tecelões do Novo Horizonte!

37.

Sois crianças que brincam na praia, jogando com as conchas e as pequenas pedras. Isso é bom. Isso foi indicado. Mas olhai para mais além! É possível distinguir os contornos da Nave que se aproxima.

38.

A majestade das Rodas Celestes é indescritível. Os próprios Logos se curvam perante a insondável modelação do Oceano Divino.

39.

Várias pedras ligam as duas margens do grande Rio. Cada pedra que se te apresentará na superficie, ajudando-te a atravessar até à outra Margem, aguardou por ti no lugar exacto desde o Principio. O desenho que estas pedras fazem sobre o rio é teu Caminho. Este Caminho está escrito no Livro Intangível. Reconhecer as pedras e tomá-las como Oportunidade é reconhecer o que sempre esteve frente a ti. Isso requer o olho de um Sábio, e no entanto é para cada um de vós que os impulsos celestes se dirigem.

40.

O Mestre lê no Livro Intangível. Ele conhece cada uma das pedras que a Providencia colocará sob os pés do Peregrino, amparando-o. Por isso o Mestre sorri misteriosamente.

41.

Sim. Conheço cada pedra do teu Caminho, Meu Filho. Por isso Eu te disse: "Não há Caminho".

42.

O Vento Divino! Eu respondo ao Seu sopro! As portas do Futuro abrem-se no coração do presente.

43.

O esvaziamento é mais potente Evocação existente no Cosmos.

44.

O Silencio é um signo do Hermetismo das Esferas. O Silencio é o signo da Perfeição do Cosmos. O Silencio é o signo do Momento de Deus.

45.

A Mónada da estirpe dos Guardiões é firme e constante: No meio da pior das tempestades, física ou subtil, Ela se posiciona seguramente à entrada do Lugar Secreto, velando pela arca das sementes.

Como uma muralha de energia transmutante, Ela serve o desígnio do Instrutor. Sob o escudo do Guardião a Chama da Vida não oscila com os ventos. Por isso os Céus o apontam como exemplo do Serviço.

Os Guardiões regressaram. Preparam-se agora para assumir as tarefas mais profundas. Agora eles trazem no coração o Vento Galáctico.

Nada pode deter os verdadeiros executores do Plano.

46.

Se voçês soubessem o que as Estrelas realmente são! Se voçês soubessem, tambêm vossos pés não tocariam no chão ao caminhar para a Origem.

Como é belo o Amanhecer Contínuo que nutre o Universo!

47.

Um discipulo está sobre Mim e sobre Mim caminha. Um Mestre está em Mim e em Mim caminha. Existem os Grupos Internos mas são as Escolas Solares que os animam.

48.

Ao esvaziamento chamamos "Reconquista da Inocencia".

49.

Não há deserto que não oculte um bálsamo.

50.

Muito, muito para lá do homem, Eu habito.

51.

Mil vezes Eu afirmo: Alegria!

52.

O estado a que, em tempos se chamou "Bodhisattwa", reúne os Seres que se transformaram em vasos de bálsamos cósmicos e que se vertem sobre as feridas ancestrais da Humanidade.

53.

Que fazes? Observa os teus dias... Como te repetes!

Pára. Escuta-Me.

Eu sou a Origem. Eu deposito a Semente. Eu controlo a emergencia da Revelação.

Eu trago o inesperado, o Novo, a Vida.

A Minha Mão está sobre ti. Mostra-me a tua coragem.

54.

Não há alegria mais profunda do que estar em Paz com Deus.

55.

Na Terra está encarnado um contingente de individuos que foi cuidadosamente "programado" para actuar como reflector da Energia do Instrutor do Mundo. De forma sincronizada, eles despertarão para uma ambiencia comum de percepção interna, e, em profunda sintonia, se reconhecerão mutuamente como portadores do selo-código de uma mesma tarefa. Isso acontecerá num ponto especifico do tempo, e será despoletado automáticamente quando a tensão planetária atingir um certo nível.

Como um palomino de luz a Celebração do Espirito aproxima-se velozmente.

56.

Eu não faço promessas de uma existencia melhor e mais aprazível. Eu construo e dissolvo mundos. Portanto lembra-te: o porto para onde te diriges está alêm da existencia.

57.

Sois o Bem.

58.



SAMANA é um bálsamo nas feridas da humanidade.

SAMANA é queda de orvalho em continentes queimados.

SAMANA é um campo de Paz envolvendo a Terra e o futuro da Terra.

59.

O Silencio interior prova a perfeição do Universo. Aplicai.

60.

Sintetiza e aquieta-te. Procura o ponto de Luz. Simplifica.

Mansidão. Mansidão. Mansidão

61.

Entrege, no zénite da noite, tu sentirás a frescura da Minha Mão sobre a tua testa, sentirás a Eternidade do Meu Sopro circular nos teus sistemas. Mansidão. Mergulho. Mansidão. Síntese.

62.

Nos momentos finais de purificação a Nave de Samana fundirá a sua Aura com o veículo etérico planetário, atraindo a si todos os elementos que respondam à Sua vibração.

63.

Um Coração além do tempo é a única condição para a Paz.

64.

É tempo de Totalidade. Em cada gota de água existe um Eden.

65.

SAMANA vem. SAMANA vem. SAMANA vem.

Por André Louro de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites